Banca de DEFESA: ITALO ANDRADE VASCONCELOS

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : ITALO ANDRADE VASCONCELOS
DATA : 30/07/2019
HORA: 14:30
LOCAL: Auditório do CTEC
TÍTULO:

Uso de geotêxteis não tecidos para aceleração do dessecamento de rejeitos da operação de corte de rochas ornamentais.


PALAVRAS-CHAVES:

Dessecamento; Rochas ornamentais; Geotêxtil; Eficiência.


PÁGINAS: 77
RESUMO:

Nos últimos anos a produção de rochas ornamentais vem sendo intensificada no Brasil, onde o Espirito Santo é o Estado que mais produz esses tipos de rochas. Com o crescimento da demanda na confecção de peças ornamentais, houveram preocupações quanto a quantidade de resíduos produzidos e sua correta condução, tendo em vista que durante o processo de corte e polimento da rocha é utilizado água para o resfriamento do disco diamantado. Com isso, a água utilizada carreia consigo partículas sólidas da rocha, resultando em uma lama abrasiva que são conduzidas, no Brasil, para sistemas de fossas sépticas e esgotos causando assoreamento dos cursos d´água devido a deposição dos sólidos ou são submetidas a processos de decantação com o reuso da água, porem esse procedimento além de possuir pouca efetividade demora um certo tempo para a conclusão do dessecamento tendo em vista a fina gramatura apresentada pelo material sólido contido na lama. Mediante tal fato, tendo ciência da eficiência comprovada pelo uso de geotêxteis no dessecamento de materiais com pequenas granulometrias, o presente estudo buscou avaliar o dessecamento do lama produzida nas marmorarias com o uso de três diferentes tipos de geotêxteis, para isso, foi desenvolvido um protótipo com pequenas dimensões no qual foi inserido o geotêxtil em seu interior e em seguida foram realizados sucessivos enchimentos que simbolizaram os enchimentos realizados entre as etapas de corte de uma marmoraria, observando o comportamento da vazão e a redução do teor de sólidos passantes pelo protótipo desenvolvido em cada enchimento e para cada geotêxtil em estudo. Com o experimento realizado observou que os geotêxteis possuíam um comportamento típico na vazão escoada ao longo do tempo, independente do geotêxtil utilizado, além de uma redução significativa no teor de sólidos passantes pelo protótipo mostrando a eficiência do uso do geotêxtil para o dessecamento deste tipo de lama abrasiva. Por fim, foi observado que o GTX300 obteve a melhor resposta na redução do teor de sólidos passantes e uma melhor distribuição da vazão ao longo do tempo.


MEMBROS DA BANCA:
Externo à Instituição - ANDRE LUIS CALADO ARAUJO
Presidente - 2085750 - FAGNER ALEXANDRE NUNES DE FRANCA
Interna - 1284389 - MARIA DEL PILAR DURANTE INGUNZA
Notícia cadastrada em: 17/07/2019 15:05
SIGAA | Superintendência de Informática - (84) 3215-3148 | Copyright © 2006-2019 - UFRN - sigaa11-producao.info.ufrn.br.sigaa11-producao