Banca de QUALIFICAÇÃO: SARA DE OLIVEIRA MARQUES LUNA

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : SARA DE OLIVEIRA MARQUES LUNA
DATA : 18/03/2019
HORA: 08:55
LOCAL: Auditório do CT
TÍTULO:

ANÁLISE INCREMENTAL CONSIDERANDO EFEITOS DE RETRAÇÃO E FLUÊNCIA EM VIGAS DE TRANSIÇÃO DE CONCRETO ARMADO


PALAVRAS-CHAVES:

Edifícios de concreto armado, efeitos construtivos, estágios de construção, fluência e retração.


PÁGINAS: 38
RESUMO:

A modelagem numérica e métodos de dimensionamento utilizados para
estruturas de concreto armado diferem da real condição das edificações, efeitos
como o processo construtivo por etapas com apoio em pavimentos inferiores e
deformações causadas ao longo do tempo como a fluência e a retração não
são comumente levadas em consideração na análise estrutural convencional.
Para o caso de estrutura hiperestáticas e submetidas a altos carregamentos são
ainda mais relevantes os efeitos destas considerações, os quais podem ser
cruciais para garantia da segurança da peça. Com isso, torna-se imprescindível
realizar uma análise incremental e conhecer os efeitos nos esforços que o
carregamento da construção e as deformações devido ao tempo podem trazer
as estruturas, ao realizar um mapeamento dos estudos elaborados com esta
temática pôde-se observar uma atualidade no tema com tendência de
crescimento no número de trabalhos nos últimos anos, boa parte dos estudos
encontrados através desta revisão estudam a laje como elemento isolado, não
foi encontrado estudos em vigas de transição ou comparativo com relação ao
número de pavimentos. O trabalho aqui apresentado objetiva realizar a
modelagem, no software SAP 2000, de um edifício padrão com uma viga de
transição hiperestática no pavimento térreo, serão considerados o efeito
construtivo, fluência e retração, estes dois últimos através das orientações
normativas do CEB-FIP MC90 analisando um pórtico 2D, buscando identificar

como estas deformações influenciam nos valores de momentos máximos na viga
em questão, além disso serão comparados o mesmo pórtico variando apenas a
altura do edifício a fim de encontrar uma altura crítica onde os efeitos não podem
ser desprezados. Os resultados esperados são de aumento de momento fletor
negativos junto aos pilares centrais e valores percentuais de diferenças maiores
para os pórticos com mais pavimentos.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 2087565 - RODRIGO BARROS
Interno - 1451817 - JOEL ARAUJO DO NASCIMENTO NETO
Externo à Instituição - HIDELBRANDO JOSE FARKAT DIOGENES - UFPB
Notícia cadastrada em: 01/03/2019 11:02
SIGAA | Superintendência de Informática - (84) 3215-3148 | Copyright © 2006-2019 - UFRN - sigaa02-producao.info.ufrn.br.sigaa02-producao