Banca de DEFESA: MANOEL LEANDRO ARAUJO E FARIAS

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : MANOEL LEANDRO ARAUJO E FARIAS
DATA : 14/02/2019
HORA: 14:00
LOCAL: Sala para videoconferência do POP-RN
TÍTULO:

Comportamento à tração de estaca helicoidal instrumentada submetida a carregamento cíclico em solo arenoso.


PALAVRAS-CHAVES:

Estaca helicoidal, Instrumentação, Prova de carga à tração, Carregamento quase-estático, Areia.


PÁGINAS: 83
RESUMO:

Neste trabalho é avaliado o comportamento a esforço de tração de estacas helicoidais instrumentadas e submetidas a carregamento cíclico em solo arenoso. A estaca utilizada possuía três hélices e foi instrumentada com extensômetros elétricos de resistência em três seções ao longo do fuste. Foram realizadas três provas de carga à tração, duas com carregamento cíclico quase-estático e uma com carregamento estático, para verificar os efeitos do carregamento cíclico. Os ensaios com carregamentos quase-estáticos foram feitos com valores diferentes de carga cíclica média e amplitude de carga. Os resultados mostraram uma grande influência do modo como os incrementos de carga foram empregados, devido atuarem no processo de densificação e perturbação do solo circunvizinho da estaca. Os deslocamentos acumulados tenderam a se estabilizar após o 10º ciclo, não foram obtidas baixas taxas de acumulação média de deslocamento e o número de ciclos antes da ruptura mostrou-se dependente da carga média e da amplitude cíclica. Com a instrumentação, foi constatada uma redução na rigidez cíclica residual com o aumento na profundidade ao longo do fuste. Através da análise das cargas mobilizadas nas hélices ao longo dos ciclos, se verificou que a contribuição de resistência proveniente da hélice da ponta foi responsável pela maior parte da capacidade de carga. Também foi observada a influência dos fatores de interação que, por representar um recarregamento, elevaram a rigidez do solo e, consequentemente, reduziram os deslocamentos correspondentes. Por fim, a aplicação dos ciclos de carga quase-estáticos, em geral, proporcionou um aumento na capacidade de carga estática e, ademais, o método de previsão que mais se aproximou do valor obtido na prova de carga foi o método das capacidades individuais.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 1515200 - JOSE NERES DA SILVA FILHO
Externo à Instituição - WILSON CARTAXO SOARES - UNIPÊ
Presidente - 2551234 - YURI DANIEL JATOBA COSTA
Notícia cadastrada em: 23/01/2019 14:11
SIGAA | Superintendência de Informática - (84) 3215-3148 | Copyright © 2006-2019 - UFRN - sigaa12-producao.info.ufrn.br.sigaa12-producao