Banca de DEFESA: DANIELA DA FONSECA FERREIRA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : DANIELA DA FONSECA FERREIRA
DATA : 30/07/2018
HORA: 09:00
LOCAL: SALA DO POP-RN
TÍTULO:

Análise de confiabilidade geotécnica de estruturas de contenção com solo
arenoso reforçado com geotêxtil


PALAVRAS-CHAVES:

Análise de confiabilidade; estruturas de solo reforçado; geossintéticos;
geotêxtil; areia.


PÁGINAS: 102
RESUMO:

Os métodos determinísticos são tradicionalmente utilizados para o dimensionamento de

estruturas de solo reforçado, assim como para as demais obras executadas na
Engenharia Geotécnica. Essa metodologia de cálculo não considera de forma adequada
as incertezas inerentes tanto aos processos construtivos quanto à variabilidade do solo e
demais materiais empregados. Na abordagem determinística fatores de segurança que
promovem o distanciamento entre os valores médios de resistência e solicitação são
tipicamente utilizados. Porém, com o emprego da análise de confiabilidade, as
incertezas podem ser consideradas através de ferramentas estatísticas; o que proporciona
maior racionalidade ao projeto das estruturas. Dessa forma, o presente trabalho pretende
avaliar o comportamento de estruturas de contenção com solo arenoso reforçado com
geotêxtil através de análise de confiabilidade. O estudo foi desenvolvido para
mecanismos de verificação de estabilidade interna e externa. Diferentes métodos de
análise de confiabilidade foram empregados, especificamente, os métodos first order 

reliability method (FORM) e point estimate method (PEM). Análises paramétricas
foram realizadas a fim de avaliar a influência das variáveis envolvidas no problema com
relação ao valor do índice de confiabilidade. Os valores de coeficiente de variação para
a resistência à tração de diferentes tipos de geotêxteis foram obtidos mediante análise de
resultados de ensaios de tração e de ruptura por fluência para geotêxteis comercializados
no Brasil. Os resultados demonstraram que o aumento do coeficiente de variação tanto
da resistência à tração quanto do ângulo de atrito provocou a diminuição do índice de
confiabilidade dos modos de falha relativos a estabilidade interna da estrutura. Além
disso, as estruturas analisadas com geotêxteis tecidos resultaram em índices de
confiabilidade mais altos do que aquelas concebidas com geotêxteis não tecido. Quanto
maior a altura da estrutura menor o índice de confiabilidade. Para todos os modos de
falha relativos a estabilidade externa e para o modo de falha por arrancamento do
reforço, o método FORM resultou em valores de índice de confiabilidade maiores do
que o método PEM, indicando que o método de estimativas pontuais é mais
conservador em relação ao de primeira ordem. Já para o modo de falha por ruptura do
geossintético não houve uma tendência clara em relação ao método mais conservador
para cálculo do índice de confiabilidade.
No geral, a análise de confiabilidade aplicada a estruturas de solos reforçado com
geossintéticos forneceu resultados consistentes, sendo uma abordagem de projeto
conceitualmente mais adequada.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1524077 - CARINA MAIA LINS COSTA
Externo à Instituição - JESELAY HEMETÉRIO CORDEIRO DOS REIS - UEM
Interno - 1515200 - JOSE NERES DA SILVA FILHO
Notícia cadastrada em: 09/07/2018 09:46
SIGAA | Superintendência de Informática - (84) 3215-3148 | Copyright © 2006-2019 - UFRN - sigaa04-producao.info.ufrn.br.sigaa04-producao