Banca de QUALIFICAÇÃO: NATHALY SANTANA LEAL DE SOUZA

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : NATHALY SANTANA LEAL DE SOUZA
DATA : 04/04/2018
HORA: 14:00
LOCAL: Auditório do CTEC
TÍTULO:

DESENVOLVIMENTO DE AGREGADOS LEVES A PARTIR DE RESÍDUOS E MATÉRIAS-PRIMAS LOCAIS PARA PRODUÇÃO DE CONCRETOS AUTOADENSÁVEIS LEVES.


PALAVRAS-CHAVES:

Agregados leves artificiais, Resíduos, Concretos leves


PÁGINAS: 30
RESUMO:

Agregados leves apresentam microestrutura celular e altamente porosa e podem
ser classificados como naturais, por exemplo, pedra-pomes e tufo vulcânico, e,
artificiais, produzidos a partir de argilas, vermiculita, escória, entre outros, sendo
o de uso mais tradicional a argila expandida, que, começou a ser produzida no
Brasil em 1968, no estado de São Paulo. Nos dias atuais a argila expandida
ainda é o agregado leve mais utilizado para a produção de concretos leves e sua
produção é concentrada das regiões sul e sudeste brasileiras. Alimenta-se a
partir do exposto a hipótese de que o aprofundamento científico e o
desenvolvimento de agregados leves utilizando resíduos locais (Rio Grande do
Norte/Região nordeste/Brasil) possa tornar mais expressiva a utilização de
concretos estruturais leves na região nordeste brasileira. A literatura aponta
trabalhos internacionais que desenvolveram com sucesso agregados leves a
partir de argilas e resíduos. Nesse contexto o estudo visa investigar as diferentes
propriedades intervenientes na produção de agregados leves a fim de produzir

um novo agregado leve a partir de resíduos agroindustriais e matérias-primas
regionais. Para tanto será realizada a caracterização dos materiais constituintes
através das técnicas de FRX, DRX, mudança de fase e perda de massa, área
superficial, entre outros; também será avaliada a temperatura de sinterização
das misturas para agregado leve, bem como o tempo de exposição e a rampa
de aquecimento; após produzido, o agregado será submetido aos ensaios de
massa específica, distribuição granulométrica, absorção de água por imersão,
teor de material pulverulento, abrasão los angeles e caracterização química e
microestrutural; e, o agregado leve desenvolvido será incorporado em concretos
a fim de atestar sua eficiência para uso em concretos estruturais leves, a partir
de ensaios básicos como o de resistência à compressão, absorção por
capilaridade e determinação de índices físicos, além de, no estado fresco, avaliar
índices de consistência, segregação e exsudação dos concretos produzidos.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 022.621.844-96 - MARCOS ALYSSANDRO SOARES DOS ANJOS - IFRN
Interno - 1717461 - LUCIANA DE FIGUEIREDO LOPES LUCENA
Interno - 1507841 - MARIA DAS VITORIAS VIEIRA ALMEIDA DE SA
Externo à Instituição - ENIO FERNANDES AMORIM - IFRN
Notícia cadastrada em: 04/04/2018 11:41
SIGAA | Superintendência de Informática - (84) 3215-3148 | Copyright © 2006-2019 - UFRN - sigaa05-producao.info.ufrn.br.sigaa05-producao