Banca de DEFESA: ANDREZZA VAGNIELLY COUTINHO GERMANO

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : ANDREZZA VAGNIELLY COUTINHO GERMANO
DATA : 28/03/2018
HORA: 14:00
LOCAL: POP/RN (localizado no Centro de Convivência da UFRN)
TÍTULO:

Método de prevenção de perdas do tipo making-do, retrabalho e falta de terminalidade em canteiros de obras.


PALAVRAS-CHAVES:

Perdas na construção, improvisação, retrabalho, falta de terminalidade, construção enxuta.


PÁGINAS: 140
RESUMO:

A construção enxuta é uma filosofia de produção que busca a redução ou eliminação de perdas nos processos construtivos. A perda do tipo making-do está relacionada com a ocorrência de improvisações pelas equipes de trabalho, retrabalho que consiste em nova execução de um serviço que já foi executado e falta de terminalidade refere-se a não finalização das tarefas. O estudo de perdas na construção civil é de fundamental importância na melhoria do desempenho de processos construtivos bem como na redução de custos. Há importantes relações de causa e efeito entre as categorias making-do, retrabalho e falta de terminalidade que são frequentemente relacionadas às falhas nos sistemas de gestão que não evitaram a propagação das perdas. Assim, o objetivo principal é propor um método de prevenção de perdas do tipo making-do, falta de terminalidade e retrabalho em canteiros de obras.  Para tanto, a abordagem de pesquisa é denominada de Design Science Research composta de cinco fases: (1) “Consciência do problema” em que se obteve a lacuna do conhecimento; (2) “Sugestão” do método de prevenção; (3) “Desenvolvimento” da segunda versão do método, onde ocorreu o refinamento da primeira versão do método. (4) “Avaliação” consistiu na avaliação da utilidade prática da segunda versão do artefato através do grupo focal com profissionais de uma das três empresas estudadas, neste sentido algumas destas apreciações foram incorporadas na última versão do método; (5) “Conclusão” nesta última fase foi identificada as contribuições práticas e teóricas. Os resultados obtidos no estudo de caso 1 e 2 indicaram que a maior parte das perdas por making-do foram materiais/componentes e os impactos são retrabalho, falta de terminalidade e diminuição da produtividade. No estudo de caso 3, os pacotes informais causados por falta de terminalidade em sua maioria são alvenaria de vedação e revestimento interno e foram o que mais aumento de prazos e custos tiveram. As principais contribuições deste estudo estão relacionadas à compreensão das perdas de uma perspectiva sistêmica desde a sua origem até os impactos no sistema de produção como um todo, bem como tornar os sistemas de gestão mais robustos e buscar a redução ou eliminação das perdas de forma mais eficaz. 


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 2315606 - REYMARD SAVIO SAMPAIO DE MELO
Interno - 1149445 - LUIZ ALESSANDRO PINHEIRO DA CAMARA DE QUEIROZ
Externo à Instituição - DEBORA DE GOIS SANTOS - UFS
Notícia cadastrada em: 26/03/2018 09:02
SIGAA | Superintendência de Informática - (84) 3215-3148 | Copyright © 2006-2019 - UFRN - sigaa02-producao.info.ufrn.br.sigaa02-producao