Banca de DEFESA: EDUARDO DE CASTRO BITTENCOURT

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : EDUARDO DE CASTRO BITTENCOURT
DATA : 06/04/2018
HORA: 18:00
LOCAL: A DEFINIR
TÍTULO:

COMPORTAMENTO DE RADIERS ESTAQUEADOS ASSENTES EM SOLOS ARENOSOS


PALAVRAS-CHAVES:

Método dos Elementos Finitos. Prova de Carga Estática. Radier Estaqueado.


PÁGINAS: 192
RESUMO:

Observa-se nas últimas décadas, a busca da otimização de
fundações estaqueadas a partir da consideração do benefício que o contato do
bloco ou radier com o solo pode conferir para aumento de capacidade de carga
e aumento de rigidez. Contribuição que não é inserida no dimensionamento do
sistema de fundação pela metodologia tradicional de grupo de estacas. Assim,
na presente dissertação foi realizada uma análise do comportamento de uma
fundação concebida pela metodologia de grupo de estacas, a luz da técnica de
radier estaqueado, através de modelagens numéricas. A obra de estudo é do
Instituto Cérebro, localizada no Campus Central da Universidade Federal do
Rio Grande do Norte (UFRN), cidade de Natal-RN. Pesquisas teóricas e
experimentais, destacando trabalhos pioneiros e mais recentes a respeito da
temática deste trabalho, foram utilizados como subsídios para apresentar o
estado da arte de fundações em radier estaqueado. A fundação de estudo é
constituída por estacas escavadas do tipo hélice contínua, compostas por
comprimentos de 15, 17 e 20 m e diâmetros de 250, 400 e 500 mm. Para
análise do comportamento desta fundação, foi utilizado o programa numérico

PLAXIS 3D Foundation, baseado no Método dos Elementos Finitos (MEF),
desenvolvido pela Universidade de Delft (Delft University of technology). Para
averiguar se o programa foi manuseado de maneiro correta, foi realizada a
verificação do software por meio de análises comparativas de casos
previamente estudados por outros pesquisadores. Os dados de entrada do
programa e retroanálise dos parâmetros geotécnicos do solo foram subsidiados
por ensaios de simples reconhecimento (SPT), realizados em campo conforme
procedimentos recomendados pela NBR 6484/2001 e provas de carga estática
em estaca (PCE), realizadas segundo método de execução apresentado na
NBR 12131/2006. O subsolo local, que foi modelado assumindo o seu
comportamento elástico perfeitamente plástico, é formado por camadas de
areia fina e média, pouco siltosa compacta, até atingir o impenetrável. O nível
d`água não foi detectado em nenhuma das 13 sondagens realizadas.
Observou-se nos resultados obtidos que a interação do bloco de fundação
incrementou a capacidade de carga e rigidez do sistema. O bloco de fundação
apresentou até 21% de contribuição no recebimento dos esforços aplicados na
fundação. Além disso, observou-se que a capacidade de carga do sistema de
fundação em radier estaqueado não se configura apenas a soma algébrica das
resistências isoladas do bloco e estaca(s). Diante destes resultados, pode-se
concluir que a metodologia de fundação em radier estaqueado se configura
como uma técnica de fundação positiva para a cidade de Natal para obras de
médio porte.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 1149451 - OLAVO FRANCISCO DOS SANTOS JUNIOR
Presidente - 1692497 - OSVALDO DE FREITAS NETO
Externo à Instituição - RENATO CUNHA - UnB
Notícia cadastrada em: 19/03/2018 11:32
SIGAA | Superintendência de Informática - (84) 3215-3148 | Copyright © 2006-2019 - UFRN - sigaa01-producao.info.ufrn.br.sigaa01-producao