Banca de QUALIFICAÇÃO: HUGO ALESSANDRO ALMEIDA DINIZ

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : HUGO ALESSANDRO ALMEIDA DINIZ
DATA : 31/03/2017
HORA: 08:00
LOCAL: Setor IV, Bl I, Sala 17
TÍTULO:

INFLUÊNCIA DA ESTRUTURA POROSA E DA REALCALINIZAÇÃO NA CARBONATAÇÃO DE CAA COM BAIXOS TEORES DE CIMENTO E INCORPORAÇÃO DE BIOMASSA DA CANA DE AÇÚCAR. 


PALAVRAS-CHAVES:

Concreto Autoadensável; Resíduo biomassa da cana de açúcar; Matriz cimentícia; Porosidade; Cal hidratada; Penetração de CO2.


PÁGINAS: 30
RESUMO:

O concreto autoadensável (CAA) é um produto inovador, o qual possui fluidez e coesão para percorrer toda a extensão da peça e preencher os espaços entre armaduras, otimizando a execução de concretos e reduzindo os custos com mão de obra. Para isto é necessário aumentar o teor de finos, e consequentemente, de cimento, principal composto poluente do concreto. A utilização das adições minerais ricas em sílica amorfa e alumínio, como Metacaulim, pozolana da casca de arroz e biomassa da cana de açúcar são uma alternativa à redução do cimento, pois conferem benefícios a matriz cimentícia e são resíduos industriais. Contudo, as adições provocam a redução do Hidróxido de Cálcio, a barreira de proteção do concreto contra a carbonatação. Neste ataque há redução da alcalinidade e formação de produtos carbonáticos que alteram a estrutura porosa da matriz e tornam o ambiente agressivo às armaduras. Como a rede de poros é responsável pela entrada do CO2, o presente projeto pretende investigar a influência da porosidade e da realcalinização com a cal hidratada em concretos autoadensáveis, com baixos teores de cimento e elevados teores de adições minerais, provenientes de resíduos industriais e agroindustriais, frente à processos de carbonatação. Espera-se correlacionar as propriedades de transporte de fluidos no interior do CAA com o processo de carbonatação, avaliando a ação da realcalinização através da Cal hidratada no combate a penetração de CO2, em função das reações pozolânicas e do alto teor de substituição do cimento; e, a alteração do comportamento do CAA com diferentes taxas de resíduo da biomassa da cana de açúcar. 


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 022.621.844-96 - MARCOS ALYSSANDRO SOARES DOS ANJOS - IFRN
Externo à Instituição - ENIO FERNANDES AMORIM - IFRN
Externo à Instituição - KLEBER CAVALCANTI CABRAL - UFERSA
Notícia cadastrada em: 30/03/2017 14:01
SIGAA | Superintendência de Informática - (84) 3215-3148 | Copyright © 2006-2019 - UFRN - sigaa12-producao.info.ufrn.br.sigaa12-producao