Banca de DEFESA: NATHALIA MARINHO BARBOSA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : NATHALIA MARINHO BARBOSA
DATA : 31/03/2017
HORA: 14:30
LOCAL: a definir
TÍTULO:

Estabilidade das Falésias da Barreira do Inferno / RN


PALAVRAS-CHAVES:

Análise da Estabilidade de Taludes. Análise de Tensões. Propriedades Geotécnicas. Processos Erosivos.  Falésias.


PÁGINAS: 128
RESUMO:

Esta Dissertação trata da obtenção das propriedades geotécnicas de sedimentos da Formação Barreiras e da análise da estabilidade das falésias localizadas no Centro de Lançamentos da Barreira do Inferno, município de Parnamirim, no estado Rio Grande do Norte. Áreas costeiras despertam um grande interesse pela população em geral e empreendimentos nessas regiões são bastante comuns, fazendo com que os processos erosivos precisem ser estudados a fim de proporcionar um maior entendimento dos fatores que influenciam na estabilidade das falésias e consequentemente na sua segurança. O local de estudo em questão, por ser uma área militar protegida, encontra-se completamente livre de interferências humanas e sem nenhuma edificação em seu topo, fazendo com que as análises sejam representativas de condições naturais impostas aos taludes estudados. As atividades desenvolvidas durante a elaboração desta dissertação estão agrupadas em quatro etapas: revisão bibliográfica, trabalhos de campo, ensaios de laboratório e análise da estabilidade das falésias. Através de visitas realizadas na área de estudo, colheu-se informações necessárias para a posterior obtenção dos perfis críticos das falésias para análise de estabilidade. Foram observados que os perfis em geral não são íngremes, com a presença de incisão basal em alguns trechos. Verificou-se nas análises que as tensões de tração atuantes apresentam valores baixos. O principal mecanismo responsável por deflagrar os processos de instabilidade é basicamente a saturação dos solos ocasionada pelas precipitações pluviométricas, o que diminui sua resistência e gera movimentos de massa. Pelos ensaios realizados observou-se que a coesão dos solos saturados é em torno de 26% da coesão dos solos no teor de umidade natural. Contudo, os ângulos de atrito em ambos os casos sofrem inexpressivas variações. Concluiu-se que a presença da incisão basal não apresentou efeitos significativos na redução da estabilidade nas configurações analisadas pelos métodos por Equílibrio-Limite, enquanto que pela análise de tensões observa-se um aumento de tensões de tração na face da seção. O estudo da análise de estabilidade realizado neste trabalho representou efetivamente os tipos de ruptura observados nas falésias do litoral do Rio Grande do Norte, sendo bem mais coerentes que os obtidos pelos métodos tradicionais.


MEMBROS DA BANCA:
Externo à Instituição - MARCOS BARRETO DE MEDNONÇA - UFRJ
Presidente - 1149451 - OLAVO FRANCISCO DOS SANTOS JUNIOR
Interno - 1692497 - OSVALDO DE FREITAS NETO
Notícia cadastrada em: 15/03/2017 17:00
SIGAA | Superintendência de Informática - (84) 3215-3148 | Copyright © 2006-2019 - UFRN - sigaa06-producao.info.ufrn.br.sigaa06-producao