Banca de DEFESA: CLEBER MEDEIROS DE LUCENA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: CLEBER MEDEIROS DE LUCENA
DATA: 05/05/2016
HORA: 09:00
LOCAL: A definir
TÍTULO:

Avaliação da eficiência de uma câmara de carbonatação projetada e montada em laboratório.


PALAVRAS-CHAVES:

Câmara de carbonatação acelerada. Projeto. Algoritmo. Microcontrole. Eficiência.


PÁGINAS: 163
GRANDE ÁREA: Engenharias
ÁREA: Engenharia Civil
SUBÁREA: Construção Civil
ESPECIALIDADE: Materiais e Componentes de Construção
RESUMO:

Esta pesquisa foi pautada no projeto e construção de uma câmara de carbonatação acelerada, em quatro etapas distintas, capaz de equipar um laboratório destinado a estudar a durabilidade das edificações, principalmente no tocante às pesquisas relacionadas às análises de materiais cimentícios. A primeira etapa foi determinada no projeto propriamente dito, onde se pensou em dimensões e materiais a ser utilizado. A segunda etapa destinou-se a construção da câmara de carbonatação e finalizou com o teste de estanqueidade com o intuito de garantir sua vedação. A pesquisa teve continuidade em sua terceira etapa, com a automação e microcontrole da câmara de carbonatação através de um algoritmo desenvolvido e programado, capaz de interagir com a programação presente nos sensores e válvulas adquiridos comercialmente. Esta etapa, ainda contou com a calibração do sensor, utilizando padrões rastreáveis internacionalmente e a realização de pré-testes em modelo reduzido, antes da instalação definitiva na câmara de carbonatação. A quarta etapa foi submeter ao ensaio de carbonatação acelerada, amostras cilíndricas de concreto com dimensões de 100mm x 200mm, no interior da câmara de carbonatação acelerada, conforme os padrões da Laboratório Nacional de Engenharia Civil – LNEC  E-391 (1993) e especificação FINAL DRAFT FprCEN/TS 12390-12, da European Committee Standardization de novembro de 2010. As amostras foram submetidas ao ensaio de carbonatação acelerada aos 7, 14, 28, 42 e 56 dias de exposição e obtiveram respectivamente, profundidades médias de carbonatação de 0,00mm, 1,62mm, 2,65mm, 3,35mm e 3,72mm. Por fim, a pesquisa cumpriu seus objetivos em projetar e construir uma câmara de carbonatação acelerada em laboratório, bem como teve sua eficiência avaliada através da calibração de seus dispositivos avaliadores de CO2 e sua estanqueidade, e garantiu sua funcionalidade através do ensaio de carbonatação acelerada em um concreto convencional com 365kg/m³ de cimento.


MEMBROS DA BANCA:
Externo ao Programa - 1515200 - JOSE NERES DA SILVA FILHO
Presidente - 022.621.844-96 - MARCOS ALYSSANDRO SOARES DOS ANJOS - IFRN
Interno - 1507841 - MARIA DAS VITORIAS VIEIRA ALMEIDA DE SA
Externo à Instituição - NORMANDO PERAZZO BARBOSA - UFPB
Notícia cadastrada em: 08/04/2016 11:11
SIGAA | Superintendência de Informática - (84) 3215-3148 | Copyright © 2006-2019 - UFRN - sigaa13-producao.info.ufrn.br.sigaa13-producao