Banca de DEFESA: ANDRE TABOSA FERNANDES DE SANTA CRUZ GERAB

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: ANDRE TABOSA FERNANDES DE SANTA CRUZ GERAB
DATA: 30/05/2014
HORA: 09:00
LOCAL: A definir
TÍTULO:

Utilização do rejeito grosso do beneficiamento da scheelita na pavimentação.


PALAVRAS-CHAVES:

Scheelita; Rejeito; Pavimentação.


PÁGINAS: 23
GRANDE ÁREA: Engenharias
ÁREA: Engenharia Civil
SUBÁREA: Geotécnica
ESPECIALIDADE: Pavimentos
RESUMO:

A mineração é uma atividade de grande valor econômico e social, auxiliando no desenvolvimento do país. Por outro lado, pode ser extremamente danosa ao meio ambiente caso não exista um adequado estudo de gestão de resíduo como medida mitigadora de seus efeitos. Exemplo de alguns desses efeitos nocivos são a poluição das águas, do solo e do ar.

Existem outros tipos de poluições geradas pelas atividades mineradoras, como a poluição visual, devido à estocagem dos rejeitos por muitas vezes realizados a céu aberto, modificado a paisagem local; a poluição sonora devido aos ruídos provocados pelas maquinas, dentre outros.

Uma das formas de ser amenizar os impactos ambientais gerados pela mineração é a gestão adequada de seus rejeitos, através, por exemplo, da sua utilização em construção de rodovias.

Com esse intuito, este trabalho se propõe a dar uma destinação adequada os rejeitos oriundos do beneficiamento da scheelita, decorrentes da atividade mineradora do grupo de mineração Tomaz Salustino, na mina Brejuí, localizada no município de Currais Novos, no estado do Rio Grande do Norte.

O presente trabalho foi desenvolvido quatro etapas, sendo que a primeira engloba os ensaios químicos e mineralógicos, de DRX e FRX em que se pretende descobrir a composição do material estudado. A etapa seguinte compreende a caracterização física do rejeito, por meio de ensaios de granulometria e massa específica dos sólidos, limite de liquidez e limite de plasticidade. A terceira etapa contempla os ensaios específicos da pavimentação, por assim dizer, o ensaio de compactação Proctor e o ensaio de Índice de Suporte Califórnia. Por fim, a quarta etapa compreende a caracterização mecânica, representado pelos ensaios de cisalhamento direto, tanto na condição seca quanto inundada.

Foi verificada a viabilidade técnica da utilização do rejeito grosso oriundo do beneficiamento da scheelita, compactado na energia modificada, para utilização em camadas de sub-base. Para o rejeito moldado nas energias intermediária e normal é viável a sua utilização como camadas menos nobres, como reforço de subleito e subleito.

A incorporação dos rejeitos do beneficiamento do Scheelita em rodovias proporcionará uma alternativa ao uso de agregados convencionalmente utilizados na pavimentação, uma destinação adequada dos rejeitos da scheelita, como também a preservação ambiental.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1284389 - MARIA DEL PILAR DURANTE INGUNZA
Interno - 1149451 - OLAVO FRANCISCO DOS SANTOS JUNIOR
Externo ao Programa - 346779 - LEONARDO FLAMARION MARQUES CHAVES
Notícia cadastrada em: 20/05/2014 11:27
SIGAA | Superintendência de Informática - (84) 3215-3148 | Copyright © 2006-2019 - UFRN - sigaa05-producao.info.ufrn.br.sigaa05-producao