Banca de DEFESA: JOSÉ ANTÔNIO NUNES DE SOUZA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: JOSÉ ANTÔNIO NUNES DE SOUZA
DATA: 19/11/2012
HORA: 09:00
LOCAL: NEPSA
TÍTULO:



Podem os programas sociais e de transferência de renda influenciar a oferta de trabalho em atividades não agrícolas? Uma análise para as famílias em condição de pobreza no meio rural do Nordeste


PALAVRAS-CHAVES:

 ATIVIDADES NÃO AGRÍCOLAS, TRANSFERÊNCIAS DE RENDA, ALOCAÇÃO DE TRABALHO.

 

 


PÁGINAS: 85
GRANDE ÁREA: Ciências Sociais Aplicadas
ÁREA: Economia
RESUMO:

 

Este estudo tem como objetivo principal analisar o efeito dos programas sociais e de transferência de renda sobre a oferta de trabalho não agrícola de membros das famílias em condição de pobreza no meio rural da região Nordeste. Entre os objetivos específicos, procurou-se investigar os efeitos desses programas e das características individuais sobre a decisão de participação e de alocação de horas de trabalho de pais e de filhos em atividades não agrícolas. Admitiu-se, como base teórica, o modelo de oferta de trabalho neoclássico, bem como o princípio de que a decisão de alocação de horas de trabalho, não agrícola, está condicionada à escolha inicial do trabalhador em se dedicar ou não ao emprego não agrícola. A hipótese testada pressupõe que o acesso aos programas sociais e de transferência de renda contribui para o desalento do trabalhador rural, em condição de pobreza, na sua decisão de participar e ofertar horas de trabalho nas atividades não agrícolas. Para alcançar esse objetivo, aplicaram-se os modelos de Heckman (1979) e de Double Hurdle, de Cragg (1971), que consistem em associar a decisão de participação no mercado de trabalho com a decisão da quantidade de horas de trabalho alocadas. A base de dados utilizada foi a da Pesquisa Nacional por Amostragem de Domicilio (PNAD), do ano de 2006. Os resultados dos chefes dos domicílios mostraram que as transferências de renda, embora possam ter algum efeito sobre a oferta de trabalho rural não agrícola, não tem a magnitude para afirmar que possa estar havendo alguma dependência em relação aos benefícios. As estimações conjuntas para os filhos de 10 a 15 anos mostraram que os programas têm influenciado negativamente na participação sugerindo um aumento na participação escolar, embora para a alocação de horas de trabalho os resultados não foram estatisticamente significantes sobre a incidência de trabalho infantil.


MEMBROS DA BANCA:
Externo à Instituição - HENRIQUE DANTAS NEDER - UFU
Presidente - 388012 - JORGE LUIZ MARIANO DA SILVA
Externo ao Programa - 1510488 - LUCIANO MENEZES BEZERRA SAMPAIO
Notícia cadastrada em: 07/11/2012 11:20
SIGAA | Superintendência de Informática - | | Copyright © 2006-2022 - UFRN - sigaa20-producao.info.ufrn.br.sigaa20-producao