21° Revista de Economia Política e História Econômica.

Neste número 21 temos, inicialmente, o artigo da Professora Sueli Siqueira que
analisa os efeitos da recente crise econômica internacional sobre os movimentos
migratórios que partem de Governador Valadares desde as décadas de 1980 em direção
aos Estados Unidos e, agora, retornam a Minas.
Também sobre a região de Governador Valadares, Leonardo Gomes de Sousa e Carlos
Alberto Dias, em “Yes! We Can: de um território em crise à construção de uma
identidade territorial”, analisam os ciclos exploratórios e o fenômeno emigratório
ocorridos na região e suas consequências para a desterritorialização da região.
Ivison Poleto dos Santos apresenta seu estudo sobre as mudanças no modelo econômico
que ocorreu no quarto final do XIX, principalmente em relação à substituição da
mão-de-obra escrava pelos imigrantes.
Em “Evolução das Formas da Produção e do Trabalho: uma abordagem do Marxismo ao
Toyotismo”, Luís Abel da Silva Filho e Silvana Nunes de Queiroz discutem a ruptura e
continuidade do processo de organização da produção e do trabalho, indo da marxismo
ao Toyotismo.
O último artigo desta Rephe 21 trás o artigo de Maria Heloisa Lenz, “Investimento
estrangeiro e fluxo imigratório: duas âncoras do crescimento da economia argentina
no século XIX” onde a autora estuda as formas como o investimento externo e o fluxo
imigratório europeu influenciaram o período do crescimento econômico argentino
iniciado no final do século XIX.
A edição se encerra com a resenha de Lincoln Secco sobre o livro de José Rodrigues
Mao Junior, “A Revolução Cubana e a Questão Nacional: 1868-1963”.

Notícia cadastrada em: 29/10/2010 12:27
SIGAA | Superintendência de Informática - | | Copyright © 2006-2022 - UFRN - sigaa21-producao.info.ufrn.br.sigaa21-producao