Banca de DEFESA: CALISTO ROCHA DE OLIVEIRA NETO

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: CALISTO ROCHA DE OLIVEIRA NETO
DATA: 04/03/2016
HORA: 08:00
LOCAL: A definir
TÍTULO:

ENERGIA EÓLICA E DESENVOLVIMENTO NO TERCEIRO MILÊNIO: reflexões a partir do Brasil, Nordeste e Rio Grande do Norte


PALAVRAS-CHAVES:

Setor Elétrico Brasileiro (SEB). Energia Eólica. Desenvolvimento. Rio Grande do Norte. 


PÁGINAS: 150
GRANDE ÁREA: Ciências Sociais Aplicadas
ÁREA: Economia
RESUMO:

Esta dissertação objetiva analisar o setor eólico no estado do Rio Grande do Norte destacando os principais desafios ao seu desenvolvimento.  A questão central de pesquisa é saber qual o lugar do Nordeste e do Rio Grande do Norte no mapa da ‘expansão e diversificação’ do setor elétrico brasileiro e quais são os seus principais desafios e oportunidades.  A hipótese de pesquisa é que a energia eólica é um dos vetores de desenvolvimento do Nordeste. Todavia, a despeito de expansão recente deste setor, acredita-se que o rebatimento desta atividade sobre o desenvolvimento regional pode ser ampliado a partir da internalização, tanto quanto possível, da cadeia produtiva da energia eólica também na região. Isto pressupõe políticas de incentivo ao enfrentamento dos gargalos produtivos, logísticos, de CT&I e de qualificação profissional. Todavia, tais políticas ainda se mostram insuficientes na região, especialmente no Rio Grande do Norte. A metodologia aplicada contempla uma pesquisa secundária e de campo. A revisão bibliográfica explora a construção do Setor Elétrico Brasileiro (SEB), enfatizando o papel do Estado no planejamento e construção do setor, as circunstâncias que resultaram na privatização de parte das empresas públicas do setor elétrico nos anos 1990 e sua retomada no planejamento do SEB, promovendo a diversificação do sistema e a inserção de novas fontes renováveis de energia, com destaque para a energia eólica. A revisão de literatura também situa a energia eólica no mundo, Brasil e Nordeste, destacando o seu potencial em relação às demais fontes, bem como a sua importância para o desenvolvimento sustentável. Ainda são sistematizados e analisados dados sobre a origem, perfil, aspectos econômicos e tecnológicos do setor eólico no Rio Grande do Norte, bem como dos territórios que abrigam parques eólicos. O estudo também contém uma pesquisa de campo realizada junto a importantes atores envolvidos com a atividade no estado. Os resultados confirmam a hipótese e apontam que a energia eólica é um dos vetores de desenvolvimento para o Rio Grande do Norte, que o estado tem recebido grandes investimentos na implementação de parques eólicos e é destaque em produção de energia. Entretanto, esse sucesso na produção não se reflete na atração de fabricantes da cadeia produtiva do setor.  Problemas logísticos e infraestruturais, dentre outros, também são realçados pelos atores entrevistados. Todos estes aspectos, embora impliquem num cenário incerto quanto aos rebatimentos desta atividade no desenvolvimento local/regional, também se constituem em oportunidades de ações e políticas.


MEMBROS DA BANCA:
Externo à Instituição - ANGELO MAGALHAES SILVA - UFERSA
Externo ao Programa - 2344954 - LUZIENE DANTAS DE MACEDO
Presidente - 1149543 - VALDENIA APOLINARIO
Notícia cadastrada em: 23/02/2016 13:58
SIGAA | Superintendência de Informática - | | Copyright © 2006-2022 - UFRN - sigaa01-producao.info.ufrn.br.sigaa01-producao