Banca de DEFESA: PATIEENE ALVES PASSONI

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: PATIEENE ALVES PASSONI
DATA: 29/09/2014
HORA: 14:00
LOCAL: B7 setor V
TÍTULO:

Contabilidade do crescimento pelo lado da demanda agregada: uma proposta de cálculo das contribuições ao crescimento pela demanda agregada para o Brasil, de 2000 a 2009, utilizando matrizes insumo-produto


PALAVRAS-CHAVES:

Contabilidade do crescimento. Contribuições ao crescimento. Matriz insumo-produto. Importações por categoria da demanda agregada


PÁGINAS: 120
GRANDE ÁREA: Ciências Sociais Aplicadas
ÁREA: Economia
RESUMO:

A contabilidade do crescimento pelo lado da demanda estuda como são atribuídas as contribuições ao crescimento dos componentes da demanda agregada no Produto Interno Bruto (PIB) de um país. Tradicionalmente, os organismos internacionais e nacionais que contabilizam o crescimento utilizam o método tradicional para calcular tais contribuições. Entretanto, esse método não leva em consideração o efeito a indução das importações pelos diversos componentes da demanda agregada sobre o cálculo das contribuições do setor doméstico e externo. Como alternativa a esse método são apresentados outros que buscam considerar esse efeito, a citar o método alternativo proposto por Lara (2013), da atribuição, presente em Kranendonk e Verbruggen (2005) e Hoekstra e van der Helm (2010), e o método do supermultiplicador sraffiano, de Freitas e Dweck (2013). É realizada uma síntese desses métodos, demonstrando as convergências e divergências entre eles. Além disso, como objetivo de contribuir para o estudo da temática é desenvolvido o método da distribuição, que tem como objetivo distribuir as importações para os diversos componentes da demanda agregada, através das informações dispostas nas matrizes insumo-produto e Tabelas de Recursos e Usos. A partir desse método são contabilizadas as contribuições ao crescimento dos agregados macroeconômicos para o crescimento para o Brasil de 2001 a 2009. Além disso, é realizada uma comparação com o método tradicional, compreendendo as razões das diferenças nas contribuições. Posteriormente foram realizadas comparações entre as contribuições ao crescimento dos componentes da demanda agregada e dos setores doméstico e externo calculadas para diversos métodos. Foi verificado que os métodos existentes na literatura não são suficientes para tratar da desagregação das importações, e dadas as alternativas de contribuição para o crescimento apresentado ao longo deste trabalho, acredita-se que o método de distribuição fornece as melhores estimativas para a contabilização das contribuições pelo lado da demanda agregada. Em particular, a principal vantagem desse método em relação aos outros é a repartição da contribuição das importações nos componente da demanda agregada, o que permite a análise da contribuição de cada componente para o crescimento do PIB. Enfatiza-se o potencial uso desse trabalho, pois tais esforços de desagregação são a fundamentais para a reconstrução de um país através de planejamento econômico de larga escala, facilitando uma nova estratégia de desenvolvimento sustentável. Dessa forma, este tipo de análise ajuda a estudar o padrão de crescimento da economia brasileira, não apenas do ponto de vista teórico, mas também empírico e base para a decisão de política econômica.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 2374343 - ANDRE LUIS CABRAL DE LOURENCO
Externo à Instituição - ESTHER DWECK - UFRJ
Interno - 1752338 - FABRICIO PITOMBO LEITE
Externo à Instituição - PAULO FERNANDO DE MOURA BEZERRA CAVALCANTI FILHO - UFPB
Notícia cadastrada em: 17/09/2014 16:03
SIGAA | Superintendência de Informática - | | Copyright © 2006-2022 - UFRN - sigaa01-producao.info.ufrn.br.sigaa01-producao