Banca de QUALIFICAÇÃO: BRUNA RAFAELLA FREITAS PEREIRA

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : BRUNA RAFAELLA FREITAS PEREIRA
DATA : 24/10/2018
HORA: 15:00
LOCAL: Sala de Reuniões, CB
TÍTULO:

AVALIAÇÃO DO IMPACTO SOCIOAMBIENTAL CAUSADO PELOS REJEITOS ORIUNDOS DE ÁREAS DEGRADADAS PELA MINERAÇÃO DE SCHEELITA NO SEMIÁRIDO POTIGUAR


PALAVRAS-CHAVES:

Recursos hídricos, mineração, metais, percepção ambiental


PÁGINAS: 65
RESUMO:

A contaminação dos recursos hídricos provenientes das ações antrópicas, como a mineração, é uma fonte de preocupação para a saúde pública, sobretudo devido às misturas complexas presentes nos efluentes que são lançados nas águas superficiais destinadas ao consumo humano. Um dos principais impactos causados pela atividade mineradora é o aporte de metais pesados no solo. Em virtude disso, há uma supressão da vegetação e uma alteração na qualidade da água pela presença de substâncias carreadas nos efluentes das áreas de mineração. As atividades de lavra e do processamento mineral também podem contribuir para a poluição das águas superficiais e subterrâneas, caso não haja controle rigoroso das operações envolvidas. Adicionalmente, os processos erosivos e de assoreamento que ocorrem nas minas e nas pedreiras, podem contribuir para o aumento na concentração de metais pesados nos corpos d’água. Diante deste cenário, o presente estudo teve por objetivo avaliar a toxicidade genética induzida por rejeitos oriundos de uma Mina localizada no Semiárido Potiguar, associado ao estudo de percepção ambiental com alunos do ensino fundamental II. Para as análises dos parâmetros físicos, químicos e toxicológicos, foram coletadas amostras de água na área da Mina Brejui, na cidade de Currais Novos, e na Fazenda Bento Nunes, na cidade de Santa Cruz, ambas no Rio Grande do Norte. Os resultados destas análises estão em andamento. Para abordar a problemática ambiental, foram aplicados questionários em duas escolas da rede pública de ensino. A Escola Estadual Isabel Oscarlina Marques está localizada na área de estudo e a Escola Estadual Judith Bezerra De Melo situa-se região oeste do município de Natal. Os resultados relacionados ao estudo de percepção ambiental revelaram que os estudantes têm conhecimento das problemáticas ambientais locais e que existem afeição e zelo pelo meio ambiente no qual eles estão inseridos, porém não demonstraram percepção de que eles fazem parte desta problemática. Entretanto, na cidade de Santa Cruz, foi observado que os alunos são mais sensíveis às questões ambientais. Provavelmente, isto pode ser justificado pela maioria das crianças residir na zona rural.  O conjunto de dados aponta para a necessidade de educação ambiental nas escolas, principalmente pela dificuldade de se perceberem como fazendo parte da problemática ambiental. Nesse sentido, os jovens constituem o público alvo mais promissor no processo de Percepção Ambiental, pois sua consciência ambiental pode ser internalizada de maneira mais bem sucedida do que em adultos já formados e com comportamentos enraizados. Além de representarem as gerações futuras, eles também são multiplicadores eficazes na ação de estimular a análise crítica das questões ambientais e sociais na comunidade.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 2380571 - CIBELE SOARES PONTES
Interno - 1121066 - ELIZA MARIA XAVIER FREIRE
Externo à Instituição - JEAN LEITE TAVARES - IFRN
Notícia cadastrada em: 16/10/2018 14:10
SIGAA | Superintendência de Informática - (84) 3215-3148 | Copyright © 2006-2019 - UFRN - sigaa02-producao.info.ufrn.br.sigaa02-producao