Banca de DEFESA: FRANCISCO LOCKS NETO

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: FRANCISCO LOCKS NETO
DATA: 07/12/2011
HORA: 09:00
LOCAL: AUDITÓRIO DO DEPARTAMENTO DE FISIOTERAPIA
TÍTULO:

EFEITO DO TEMPO DE REPOUSO APÓS FADIGA INDUZIDA NO DESEMPENHO NEUROMUSCULAR DO QUADRÍCEPS FEMORAL: ENSAIO CLÍNICO, CONTROLADO, RANDOMIZADO, CEGO


PALAVRAS-CHAVES:

eletromiografia; fadiga muscular; força muscular; lactato; propriocepção.


PÁGINAS: 75
GRANDE ÁREA: Ciências da Saúde
ÁREA: Fisioterapia e Terapia Ocupacional
RESUMO:

Objetivo: Avaliar o efeito de diferentes tempos de repouso, após fadiga muscular induzida, no desempenho neuromuscular do quadríceps femoral, em indivíduos saudáveis. Métodos: Sessenta e quatro voluntários, de ambos os gêneros, com média de 21,8 ± 1,7 anos e índice de massa corpórea médio de 24,2 ± 3,7 Kg/m2 foram distribuídos aleatoriamente em 4 grupos: Grupo Controle (não foi induzida fadiga); Grupo Experimental 1 (GE1 – 1 minuto de repouso após fadiga); Grupo Experimental 2 (GE2 – 3 minutos de repouso após fadiga); e Grupo Experimental 3 (GE3 – 5 minutos de repouso após fadiga). Os sujeitos realizaram uma avaliação que consistiu na determinação do senso de posição articular (SPA) do joelho, seguida de 5 contrações isocinéticas concêntricas de flexo-extensão do joelho a 60°/s, com concomitante registro da frequência mediana (Fmed) dos músculos reto femoral (RF), vasto lateral (VL) e vasto medial (VM). Em seguida, foram submetidos a um protocolo de fadiga muscular (30 contrações concêntricas de flexo-extensão do joelho a 60°/s) e reavaliados quanto ao desempenho isocinético, Fmed e SPA. Durante todo o protocolo os níveis de lactato sanguíneo foram mensurados antes da avaliação inicial, imediatamente após o protocolo de fadiga e 5 minutos após o tempo de repouso. Resultados: A adoção de 3 minutos de repouso foi suficiente para restabelecimento das condições iniciais para o pico de torque normalizado pelo peso corporal e para a Fmed do VL e VM. O senso de posição articular voltou aos padrões de normalidade com 1 minuto de repouso. A concentração de lactato permaneceu alta independente do repouso adotado. Conclusão: A adoção de 3 minutos de repouso é suficiente para a normalização dos parâmetros neuromusculares para os valores pré fadiga.


MEMBROS DA BANCA:
Externo à Instituição - ANA BEATRIZ DE OLIVEIRA - UFSCAR
Presidente - 1149610 - JAMILSON SIMOES BRASILEIRO
Externo à Instituição - JOSÉ JAMACY DE ALMEIDA FERREIRA - UFPB
Notícia cadastrada em: 17/11/2011 08:52
SIGAA | Superintendência de Informática - | | Copyright © 2006-2022 - UFRN - sigaa04-producao.info.ufrn.br.sigaa04-producao