PPGFST PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM FISIOTERAPIA CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE Telefone/Ramal: (84) 3342-2002 https://posgraduacao.ufrn.br/ppgfst

Banca de QUALIFICAÇÃO: FRANCISCO LOCKS NETO

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: FRANCISCO LOCKS NETO
DATA: 04/08/2011
HORA: 09:00
LOCAL: DEPARTAMENTO DE FISIOTERAPIA
TÍTULO:

EFEITO DO TEMPO DE REPOUSO PÓS FADIGA INDUZIDA NO DESEMPENHO NEUROMUSCULAR E SENSO DE POSIÇÃO ARTICULAR DA ARTICULAÇÃO DO JOELHO: ENSAIO CLÍNICO, CONTROLADO, RANDOMIZADO, CEGO.


PALAVRAS-CHAVES:

dinamometria; eletromiografia; fadiga muscular; propriocepção; torque


PÁGINAS: 48
GRANDE ÁREA: Ciências da Saúde
ÁREA: Fisioterapia e Terapia Ocupacional
RESUMO:

Objetivo: Avaliar o efeito de diferentes tempos de repouso, após fadiga muscular induzida, no desempenho neuromuscular e senso de posição articular da articulação do joelho em indivíduos saudáveis. Métodos: Trata-se de um ensaio clínico, controlado, randomizado, cego. A amostra foi composta por 64 sujeitos (32 mulheres e 32 homens) distribuídos aleatoriamente em 4 grupos, a saber: Grupo Controle (não foi induzida fadiga); Grupo Experimental 1 (GE1 – 1 minuto de repouso pós fadiga); Grupo Experimental 2 (GE2 – 3 minutos de repouso pós fadiga); e Grupo Experimental 3 (GE3 – 5 minutos de repouso pós fadiga). Os sujeitos realizaram uma avaliação inicial com a utilização de dinamometria isocinética, eletromiografia e lactimetria. O protocolo consistiu na determinação do senso de posição articular (SPA), seguida de duas contração isométrica voluntária máxima de extensão do joelho (5s, 60°) e uma avaliação isocinética concêntrica a 60°/s (5 contrações). Em seguida, foram submetidos a um protocolo de fadiga muscular (uma série de 30 contrações concêntricas a 60°/s) e re-avaliados conforme avaliação inicial. Durante o protocolo foram feitas três coletas de sangue (punção na polpa digital) para determinação do nível de lactato sanguíneo: uma anterior a avaliação inicial, uma imediatamente após o protocolo de fadiga e uma 5 minutos após o tempo de repouso. As variáveis analisadas foram o pico de torque normalizado pelo peso corporal, pico de torque médio, potência muscular, tempo do pico de torque e erro absoluto do SPA para dinamometria; o RMS e a frequência mediana para a eletromiografia; e a concentração de lactato para a lactimetria. Para esta qualificação foram apresentados os resultados preliminares de 24 sujeitos, igualmente distribuídos nos 4 grupos. Foi realizada análise descritiva dos dados por meio do software SPSS versão 17.0 para Windows.  Utilizou-se a média como medida de tendência central e o desvio padrão (DP) como medida de dispersão.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 1460020 - ALVARO CAMPOS CAVALCANTI MACIEL
Presidente - 1149610 - JAMILSON SIMOES BRASILEIRO
Externo ao Programa - 2566849 - WOUBER HERICKSON DE BRITO VIEIRA
Notícia cadastrada em: 21/07/2011 10:04
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - (84) 3342 2210 | Copyright © 2006-2024 - UFRN - sigaa11-producao.info.ufrn.br.sigaa11-producao