Banca de DEFESA: ADRIANA JUSSARA DE OLIVEIRA BRANDAO

Uma banca de DEFESA foi cadastrada pelo programa.

DISCENTE: ADRIANA JUSSARA DE OLIVEIRA BRANDAO

DATA: 30/08/2010

HORA: 14:30

LOCAL: PPGFIS

TÍTULO:

O COMPLEXO NUCLEAR VESTIBULAR DO SAGÜI(CALLITHRIX JACCHUS): CARACTERIZAÇÃO CITOARQUITETÔNICA E NEUROQUÍMICA


PALAVRAS-CHAVES:

aparelho vestibular, neurotransmissores, neurofarmacologia, tronco encefálico, sagui, técnicas imuno-histoquímicas.


PÁGINAS: 77

GRANDE ÁREA: Ciências da Saúde

ÁREA: Fisioterapia e Terapia Ocupacional

RESUMO:

Para os vertebrados, manter o equilíbrio corporal contra o campo gravitacional e ser capaz de orientar-se no ambiente são aspectos fundamentais para a sobrevivência, nos quais é essencial a participação do sistema vestibular. Como parte deste sistema, o complexo nuclear vestibular é a primeira estação central que, ao integrar várias informações (visual, proprioceptiva), além da vestibular, assume o papel principal na manutenção do equilíbrio. Neste estudo, o complexo nuclear vestibular foi avaliado com relação a sua citoarquitetura e conteúdo neuroquímico de células e terminais axônicos, através das técnicas de coloração de Nissl e imuno-histoquímica para proteína neuronal nuclear específica (NeuN), glutamato (Glu), substância P (SP), colina acetiltransfe rase (ChAT) (enzima de síntese da acetilcolina-Ach), e descarboxilase do ácido glutâmico (GAD) (enzima de síntese do ácido gama-amino-butírico-GABA). Foi utilizado como animal experimental o sagui (Callithrix jacchus), um pequeno primata nativo da Mata Atlântica do Nordeste Brasileiro. Como resultados, a técnica de Nissl, complementada pela imuno-histoquímica para NeuN, permitiu delinear os núcleos vestibulares superior, lateral, medial e inferior (ou descendente) no encéfalo do sagui. Neurônios e terminais imunorreativos a Glu e ChAT e apenas terminais imunorreativos a SP e GAD foram vistos em todos os núcleos, embora em densidade variável. Este trabalho confirma a presença nos núcleos vestibulares do sagui, de Glu e SP em terminais, provavelmente provenientes dos neurônios de primeira ordem do gânglio vestibular, e de GABA em terminais, supostamente provenientes das células de Purkinge do cerebelo. Neurônios de segunda ordem dos núcleos vestibulares parecem usar Glu e Ach como neurotransmissores, a julgar pela sua expressiva presença em pericários destes núcleos no sagüi, como relatado em outras espécies.


MEMBROS DA BANCA:
Externo ao Programa - 3550124 - JUDNEY CLEY CAVALCANTE
Presidente - 7346484 - MIRIAM STELA MARIS DE OLIVEIRA COSTA
Externo à Instituição - SILVIA REGINA ARRUDA DE MORAES - UFPE
Notícia cadastrada em: 30/07/2010 14:58
SIGAA | Superintendência de Informática - | | Copyright © 2006-2022 - UFRN - sigaa06-producao.info.ufrn.br.sigaa06-producao