Banca de QUALIFICAÇÃO: RICARDO DIEGO RIMENEZ GURGEL DA FONSECA

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : RICARDO DIEGO RIMENEZ GURGEL DA FONSECA
DATA : 23/12/2022
HORA: 14:00
LOCAL: VIDEOCONFERÊNCIA
TÍTULO:

AVALIAÇÃO DA SOCIAL RHYTHM METRIC (SRM) E ASSOCIAÇÃO COM A CLASSIFICAÇÃO INTERNACIONAL DE FUNCIONALIDADE, INCAPACIDADE E SAÚDE (CIF) EM PACIENTES COM ACIDENTE VASCULAR CEREBRAL.


PALAVRAS-CHAVES:

Acidente Vascular Cerebral, ritmo social, ritmos biológicos, Social Rhythm Metric


PÁGINAS: 31
RESUMO:

Introdução: As alterações físicas acarretadas pelo Acidente Vascular Cerebral (AVC) geralmente levam os pacientes a um maior comprometimento funcional contribuindo para um isolamento social. Objetivo: Avaliar a Social Rhythm Metric (SRM) de acordo com os fatores sociodemográficos e clínicos e associar com a Classificação Internacional de Funcionalidade, Incapacidade e Saúde (CIF) em pacientes com AVC. Metodologia: A amostra foi constituída por 73 pacientes (41 homens e 32 mulheres), com idade média de 60 anos (±10) e tempo médio de sequela de 19 meses (±22). Durante sete dias consecutivos os pacientes registraram a hora em que realizaram 17 atividades: levantar da cama, primeiro contato com uma pessoa, tomar bebida da manhã, tomar café da manhã, sair de casa, começar a trabalhar, almoçar, cochilar, jantar, fazer exercícios físicos, fazer um lanche, assistir programas de notícias à noite, assistir outros programas de televisão, voltar para casa e ir para a cama e mais duas atividades a serem escolhidas pelos pacientes.  Em seguida foi realizado o cálculo da SRM. Na análise estatística foi realizado o teste t´Student para comparar a SRM de acordo com o sexo, faixa etária e lado da lesão cerebral e a ANOVA para verificar diferenças da SRM de acordo com a escolaridade e o tempo de AVC. Foi verificada a frequência absoluta e percentual das atividades da SRM e feita a associação com as categorias da CIF. Resultados: Verificou-se diferença significativa da SRM de acordo com o lado da lesão cerebral (p= 0,053). Os pacientes com lesão cerebral direita tiveram escores mais baixos do que os pacientes com lesão cerebral esquerda. As atividades da SRM foram classificadas em 6 dos 9 domínios da “Atividade” e “Participação” da CIF. Dentre as 15 atividades da SRM, 6 foram realizadas com baixa frequência: trabalhar, fazer exercícios, lanchar, assistir outro programa de tv, sair e voltar para casa. Os domínios da CIF mais associados com a SRM foram: Tarefas e exigências gerais”, “Comunicação”, “Mobilidade”, “Auto-cuidados, “Grandes áreas da vida” e “Vida comunitária social e cívica”. Conclusão: Os escores da SRM podem ser influenciados pelo lado da lesão cerebral. Além disso, os itens da SRM podem ser associados aos domínios de “Atividade” e “Participação” da CIF e representar o grau de funcionalidade dos pacientes com AVC, para ser utilizado como um marcador clínico dos pacientes e planejamento da neurorreabilitação.


MEMBROS DA BANCA:
Externa à Instituição - HELOISA MARIA JACOME DE SOUSA BRITTO - ISD
Interno - 350637 - RICARDO OLIVEIRA GUERRA
Presidente - 350635 - TANIA FERNANDES CAMPOS
Notícia cadastrada em: 12/12/2022 10:32
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - | | Copyright © 2006-2023 - UFRN - sigaa03-producao.info.ufrn.br.sigaa03-producao