Banca de DEFESA: ALINE ALVES DE SOUZA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : ALINE ALVES DE SOUZA
DATA : 31/03/2022
HORA: 08:30
LOCAL: videoconferência
TÍTULO:

Efeitos de um protocolo de exercícios domiciliares com acompanhamento remoto e presencial de indivíduos com Esclerose Lateral Amiotrófica: ensaio clínico randomizado


PALAVRAS-CHAVES:

Doenças neuromusculares; Telerreabilitação; Fisioterapia


PÁGINAS: 62
RESUMO:

Introdução: A Esclerose Lateral Amiotrófica (ELA) é uma doença neurodegenerativa progressiva com manifestações clínicas variáveis e complexas e que requer uma abordagem multidisciplinar. No entanto, o tratamento presencial nessa população pode encontrar algumas barreiras, como a dificuldade de deslocamento até os centros de tratamento e de acesso a fisioterapeutas ou outros profissionais. Como forma de transpor essas barreiras, foram implementadas novas estratégias nos sistemas de saúde, dentre elas a telerreabilitação, para facilitar o tratamento e o acompanhamento fisioterapêutico desses indivíduos. Objetivo: Avaliar os efeitos de um protocolo de exercícios domiciliares com acompanhamento presencial e remoto sobre desfechos clínicos e adesão ao tratamento em pacientes com ELA. Métodos: Trata-se de um ensaio clínico randomizado e cego, onde foram incluídos indivíduos adultos, de ambos os sexos, com idade entre 18 e 80 anos, com diagnóstico clínico definido, provável ou possível de ELA. Após avaliação inicial presencial, os participantes foram randomizados em dois grupos, que realizaram um protocolo de exercícios domiciliares (de acordo com a fase da doença), três vezes por semana durante seis meses. A execução do protocolo de exercícios foi acompanhada semanalmente (1x/semana), de forma remota (via telefonemas) para o grupo experimental (GE) e de forma presencial (com visitas da equipe) para o grupo controle (GC). As medidas de desfecho avaliadas foram: capacidade física funcional (Amyotrophic lateral sclerosis Functional Rating Scale – Revised – ALSFRSr), gravidade da doença (Escala de gravidade na Esclerose lateral amiotrófica - Egela), fadiga (Escala de severidade da Fadiga – ESF) e dor (Escala Visual Analógica e Diagrama corporal). As reavaliações dos desfechos ocorrerão de maneira remota a cada dois meses, durante o período de intervenção, e um mês após o término das intervenções. A estatística descritiva foi utilizada para apresentação dos dados preliminares e será utilizado o modelo linear misto para comparar as medidas de desfecho entre os grupos e entre os momentos de avaliação ao final da intervenção, com α=5%. Resultados: Foram avaliados seis participantes, de ambos os sexos, com idade média de 57,8 (± 9,1) anos, com predominância de apresentação da doença em sua forma espinhal (66,6%) e tempo médio de início dos sintomas entre 1 e 2 anos. Os dados referentes às medidas de desfecho parecem demonstrar diminuição das pontuações da escala de capacidade funcional e dor, um aumento dos escores da escala de fadiga e manutenção das pontuações da escala de gravidade da doença, quando comparados os momentos de avaliação inicial e reavaliação após dois meses. Quanto à intervenção, os participantes apresentaram uma boa adesão ao tratamento domiciliar, realizando o protocolo de exercício, de 2 a 3 vezes na semana, seguindo o que foi proposto. Apenas 5 participantes relataram fadiga durante ou após a intervenção e não houve relato de dor. Conclusão: De acordo com os resultados preliminares, pode-se concluir que os achados do estudo estão semelhantes ao que se encontra na literatura, no que diz respeito às características clínicas e sociodemográficas, bem como o comportamento da doença e suas repercussões. Até o momento, o tempo de intervenção ao qual os participantes foram submetidos não foi suficiente para detectar alterações estatísticas nas medidas de desfecho analisadas. Contudo, a aderência dos participantes ao protocolo de exercícios domiciliares tem sido alta, e os exercícios têm sido bem tolerados.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 2319151 - TATIANA SOUZA RIBEIRO
Externa à Instituição - LUCIANA PROTASIO DE MELO - UES - RN
Externa à Instituição - THAIANA BARBOSA FERREIRA PACHECO
Notícia cadastrada em: 24/03/2022 17:38
SIGAA | Superintendência de Informática - | | Copyright © 2006-2022 - UFRN - sigaa20-producao.info.ufrn.br.sigaa20-producao