Banca de DEFESA: THAIS ALMEIDA SILVEIRA MENDES

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : THAIS ALMEIDA SILVEIRA MENDES
DATA : 05/04/2022
HORA: 09:30
LOCAL: videoconferência
TÍTULO:

REPERCUSSÕES CARDIOVASCULARES E FUNCIONAIS DE PROTOCOLOS DE TREINO EM ESTEIRA COM DIFERENTES INCLINAÇÕES EM INDIVÍDUOS COM ACIDENTE VASCULAR CEREBRAL


PALAVRAS-CHAVES:

Reabilitação, Exercício aeróbico, Fisioterapia.


PÁGINAS: 79
RESUMO:

Introdução: O treino em esteira tem sido bastante utilizado para reabilitação da marcha de indivíduos após Acidente Vascular Cerebral (AVC). Entretanto, ainda há escassez de protocolos de treino aeróbico em esteira inclinada, que analisem a segurança relacionada ao impacto cardiovascular e funcional desse treinamento nessa população. Objetivo: Avaliar as repercussões cardiovasculares e funcionais de um protocolo de treinamento em esteira em diferentes inclinações em indivíduos com AVC crônico. Metodologia: Ensaio clínico randomizado, no qual 26 indivíduos com AVC crônico foram aleatorizados em Grupo Controle (GC) – que realizou treino de marcha em esteira sem inclinação, Grupo Experimental 1 (GE1) - que realizou treino em esteira com 5% de inclinação anterior e Grupo Experimental 2 (GE2) - que realizou treino em esteira com 10% de inclinação anterior. Em todos os grupos, as sessões de treinamento tiveram 30 minutos de duração, com frequência de 3 vezes por semana durante 6 semanas, totalizando 18 sessões. Os participantes foram avaliados imediatamente antes, durante e após cada sessão de treinamento quanto aos parâmetros cardiovasculares, obtendo-se os seguintes desfechos: frequência cardíaca [FC], pressão arterial [PA], equivalentes metabólicos [METs], duplo produto [DP]; além de medidas de carga interna: esforço percebido [EP] e fadiga muscular [FM]. Em cada sessão, foram avaliados quanto às variáveis funcionais: velocidade da marcha e distância percorrida na esteira. No artigo 1, os dados funcionais e cardiovasculares da 1ª, 9ª e 18ª sessões foram comparados entre os grupos utilizando Análise de Variância Mista com medidas repetidas (α=5%). No artigo 2, estatística descritiva foi usada para verificar o comportamento dos parâmetros cardiovasculares em cada sessão, e Análises de Variância mista com medidas repetidas foram aplicadas para comparar os grupos em cada sessão quanto a esses parâmetros (α=5%). Resultados: No artigo 1, não foi observada interação tempo*grupo em nenhum dos desfechos cardiovasculares (FC e PA), bem como para os desfechos funcionais. Em relação a variável PA parece ter havido um efeito do tempo ao longo das sessões de treinamento (F=3,482; P=0,040). Similar efeito do tempo pôde ser observado em relação aos desfechos velocidade da marcha e distância percorrida (F=21,618; P<0,001; F=22,402; P<0,001). Esforço percebido e fadiga muscular não se mostraram diferentes entre os grupos. No artigo 2, não foi observada interação tempo*grupo nas variáveis PAS, PAD e FC, não havendo diferença entre os grupos em cada sessão de treinamento. Em relação às variáveis PAS e PAD parece ter havido um efeito ao longo do tempo em algumas sessões de treinamento; da PAS nas sessões 9 (P=0,027); 15 (P=0,027) e 18 (P=0,027) e da PAD nas sessões 4 (P=0,026); 5 (P=0,014); 9 (P=0,005); 12 (P=0,022); 14 (P=0,008) e 17 (P=0,038). Conclusão: O treino feito com incremento da intensidade a partir da inclinação anterior da esteira não se mostrou diferente do treino sem inclinação, em relação aos parâmetros cardiovasculares e funcionais vistos durante o treinamento. O grupo controle realizou o treino em esteira com intensidade leve (62% da FCmáx) e os grupos experimentais realizaram o treino em esteira com intensidade moderada (ambos com 69% da FCmáx), sendo as inclinações de 5% e 10% seguras e replicáveis para a reabilitação de indivíduos com AVC crônico


MEMBROS DA BANCA:
Externa à Instituição - LUCIANA PROTASIO DE MELO - UES - RN
Externa à Instituição - NICOLE SOARES OLIVER CRUZ
Presidente - 2319151 - TATIANA SOUZA RIBEIRO
Notícia cadastrada em: 24/03/2022 15:09
SIGAA | Superintendência de Informática - | | Copyright © 2006-2022 - UFRN - sigaa20-producao.info.ufrn.br.sigaa20-producao