Banca de QUALIFICAÇÃO: LUANA CAROLINE DE ASSUNCAO CORTEZ CORREA

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : LUANA CAROLINE DE ASSUNCAO CORTEZ CORREA
DATA : 19/11/2021
HORA: 16:00
LOCAL: videoconferência
TÍTULO:

Diferenças de gênero na incapacidade em idade avançada: Resultados do International Mobility and Aging Study (IMIAS)


PALAVRAS-CHAVES:

Incapacidade; Envelhecimento; Análise de Gênero


PÁGINAS: 16
RESUMO:

INTRODUÇÃO: A incapacidade é definida como uma deficiência, inabilidade ou limitação nas atividades sociais, considerando o ambiente sociocultural em que as pessoas vivem. Apesar de estudos epidemiológicos com amostras representativas terem mostrado que a prevalência de incapacidade diminuiu nas últimas décadas, essa condição continua altamente prevalente na população idosa, especialmente entre as mulheres. Evidências anteriores mostraram que a incapacidade varia entre países de alta e média/baixa renda, e entre áreas urbanas e rurais, uma vez que melhores condições socioeconômicas, renda e meio ambiente podem influenciar no acesso adequado à saúde, aos cuidados sociais e a participação da comunidade. O objetivo do presente estudo é examinar as diferenças na incapacidade na idade avançada entre homens e mulheres e os fatores associados em quatro países (Canadá, Brasil, Albânia e Colômbia). METODOLOGIA: O International Mobility in Aging Study é um estudo longitudinal de base populacional. Uma amostra de 2.002 idosos residentes na comunidade, com idades entre 65 e 74 anos, foi recrutada em 2012 (200 homens e 200 mulheres) em cada local de estudo. A primeira avaliação foi realizada em 2014 e a segunda em 2016. Para este estudo, utilizamos dados de 1.725 participantes avaliados em 2014. O desfecho primário foi mensurado pelo componente de incapacidade do Late-Life Function Disability Instrument, que mensura a frequência de participação e a percepção de limitação em 16 situações de vida. As co-variáveis foram as variáveis sociodemográficas, situação de moradia, medidas antropométricas, auto percepção de saúde, sintomas depressivos, atividade física e número de condições crônicas. Todos os dados foram analisados usando o software IBM SPSS versão 20.0. O teste do qui-quadrado (χ2) e o teste t de Student foram usados para comparar as variáveis categóricas e contínuas entre os grupos, respectivamente. O teste t de Student e a análise de variância (ANOVA) foram usados para comparar as médias de frequência e limitação com cada variável independente. A análise bivariada foi usada para comparar as médias de frequência e limitação entre homens e mulheres de acordo com os locais de estudo. Por fim, para avaliar a influência das variáveis independentes sobre a incapacidade, foi utilizada a regressão linear múltipla. RESULTADOS: A média de idade dos 1.725 participantes da amostra (810 homens e 915 mulheres) foi de 71,23 ± 2,94 anos. A média da subescala de frequência foi significativamente menor entre os homens (52,78 ± 8,71) do que entre as mulheres (55,25 ± 9,26) (p <0,001), porém, em termos de limitação, as mulheres apresentam a menor média 69,34 (± 12,09) p = 0,001. A média da subescala de frequência diminui de acordo com o local do estudo, em comparação com Kingston (p <0,05) para ambos os sexos. Para os homens, baixa escolaridade β = -3,77 (IC95% -4,95; -2,59), autoavaliação de saúde ruim β = -3,70 (IC95% -4,90; -2,50) e sintomas depressivos β = -3,25 (95% IC -4,81; -1,69) são fatores relacionados à diminuição da frequência. Já para as mulheres, insuficiência de renda β = -3,48 (IC 95% -5,27; -1,69), morar sozinha β = -2,42 (IC 95% 1,02; 3,82) e apresentar quatro ou mais condições crônicas β = -1,73 (IC 95% -3,27; -0,19) desempenharam um papel negativo na frequência de participação. Insuficiência de renda, autopercepção de saúde ruim, sintomas depressivos e atividade física foram fatores associados à subescala de limitação para ambos os sexos. A idade B = -. 44 [95% CI -.64; -,24] e a presença de quatro ou mais condições crônicas B = -2,72 (95% -3,12; -1,68) foram fatores associados apenas as limitações entre mulheres.


MEMBROS DA BANCA:
Externo ao Programa - 1066928 - CRISTIANO DOS SANTOS GOMES
Externa à Instituição - JULIANA FERNANDES DE SOUZA BARBOSA - UFPE
Presidente - 350637 - RICARDO OLIVEIRA GUERRA
Notícia cadastrada em: 08/11/2021 09:53
SIGAA | Superintendência de Informática - | | Copyright © 2006-2022 - UFRN - sigaa13-producao.info.ufrn.br.sigaa13-producao