Banca de DEFESA: EDMILSON GOMES DA SILVA JÚNIOR

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : EDMILSON GOMES DA SILVA JÚNIOR
DATA : 29/03/2021
HORA: 15:00
LOCAL: Vídeo Conferência
TÍTULO:

DOR E DESEMPENHO FÍSICO EM IDOSOS COMUNITÁRIOS – RESULTADOS DO INTERNATIONAL MOBILITY IN AGING STUDY (IMIAS).

 


PALAVRAS-CHAVES:

Idoso, dor, envelhecimento


PÁGINAS: 70
RESUMO:

Introdução: O envelhecimento populacional também repercute no aumento da prevalência de doenças crônicas e incapacitantes, e proporciona uma mudança de paradigma, uma vez que a saúde dos idosos passa a ser vista sob a ótica da capacidade funcional e da autonomia do indivíduo. A dor crônica em idosos é um problema de saúde pública, pois acarreta a alta demanda de serviços de saúde, sendo um fenômeno multifatorial, que abrange aspectos físicos, emocionais, socioculturais e ambientais, podendo ser associada à depressão, incapacidade física e funcional, isolamento social, alteração na dinâmica familiar e à desesperança. Objetivos: Estimar a prevalência de dor na amostra considerando as diferenças por sexo e local do estudo. Identificar o comportamento da dor em relação ao desempenho físico na presença de variáveis de confundimento. Caracterizar a amostra  de acordo com variáveis sócio demográficas e clínicas. Metodologia: Pesquisa observacional analítica de caráter transversal derivada do estudo multicêntrico Internartional Mobility in Aging Study (IMIAS), realizado nas cidades de Saint-Hyacinthe (Quebec, Canadá), Kingston (Ontário Canadá), Manizales (Colombia), Tirana (Albânia) e em Natal (Brasil). Foram analisados dados de 2000 idosos avaliados no ano de 2012. Para a avaliação foram coletados dados socioeconômicos, saúde e medidas antropométricas. O desempenho físico foi avaliado através da Short Physical Performance Battery (SPPB) e o auto relato da presença de dor, dor nas costas e dor em Membros Inferiores (MMII), sendo avaliado através de pergunta direta na entrevista a cada idoso. As análises foram realizadas através do pacote estatístico Statistical Package for Social Sciences (SPSS) versão 21.0. Para todas as etapas, consideramos p <0,05 e os intervalos de confiança de 95%. Resultados: Os homens apresentaram menor prevalência de dor quando comparado às mulheres, sendo a região dos membros inferiores de maior acometimento, com valores estatisticamente significativos com p<0.001. Para o desempenho físico os homens obtiveram melhor escore total do SPPB, obtendo pontuação de 9.68 com p<0.001. O sentir dor fez diminuir o desempenho físico nos idosos p<0.001. Ao analisar os modelos 1 e 2 de regressão, a dor em MMII permaneceu significativa tanto para os homens como para as mulheres p<0.001, sendo observado que variáveis de saúde como sintomatologia depressiva, índice de massa corporal e dor estiveram associados ao menor desempenho físico nas mulheres, sendo estatisticamente significativa a associação p<0.001. As condições socioeconômicas como renda, local que reside, mostrou associação nas mulheres para um menor desempenho físico p<0.001. Conclusão: A dor se mostrou ser um fator limitante, diminuindo o desempenho físico da população de idosos estudada e fatores associados como condições de saúde e sócio econômicas estiveram associadas ao desempenho físico.


MEMBROS DA BANCA:
Interna - 1081828 - CATARINA DE OLIVEIRA SOUSA
Externa à Instituição - JULIANA FERNANDES DE SOUZA BARBOSA
Presidente - 350637 - RICARDO OLIVEIRA GUERRA
Notícia cadastrada em: 05/03/2021 12:57
SIGAA | Superintendência de Informática - | | Copyright © 2006-2022 - UFRN - sigaa11-producao.info.ufrn.br.sigaa11-producao