Banca de DEFESA: BEATRIZ SOUZA DE ALBUQUERQUE CACIQUE NEW YORK

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : BEATRIZ SOUZA DE ALBUQUERQUE CACIQUE NEW YORK
DATA : 11/02/2021
HORA: 08:30
LOCAL: VIDEOCONFERÊNCIA
TÍTULO:

RELAÇÃO ENTRE HISTÓRICO UROGINECOLÓGICO E OBSTÉTRICO E DESEMPENHO FÍSICO DE MEMBROS INFERIORES EM MULHERES DE MEIA IDADE E IDOSAS: UM ESTUDO TRANSVERSAL


PALAVRAS-CHAVES:

Envelhecimento; Idosos; Desempenho físico; Assoalho Pélvico Paridade.


PÁGINAS: 81
RESUMO:

Introdução: O declínio do desempenho físico de membros inferiores é um dos principais fatores responsáveis pelo aumento de quedas e incapacidades na população idosa. A literatura aponta que existem vários fatores associados ao declínio do desempenho físico, tais como sedentarismo, obesidade e a idade avançada. No entanto, ainda há lacunas acerca das relações entre o histórico uroginecológico e obstétrico das mulheres e sua relação com o desempenho físico de membros inferiores. Objetivo: Analisar a relação entre variáveis de histórico uroginecológico e obstétrico e o desempenho físico de membros inferiores em mulheres de meia idade e idosas. Métodos: Estudo observacional analítico, transversal, realizado no município de Santa Cruz e Parnamirim-RN. A amostra foi composta por mulheres da comunidade, entre 40 a 80 anos de idade. As participantes foram avaliadas quanto aos aspectos socioeconômicos e demográficos, avaliação clínica (IMC e comorbidades), histórico uroginecológico e obstétrico e desempenho físico de membros inferiores (Short Physical Performance Battery (SPPB), força de flexão e extensão de joelho). Na análise estatística, a normalidade dos dados foi verificada utilizando o teste Kolmogorov-Smirnov. Para avaliar a relação entre as variáveis independentes e as variáveis de desempenho físico foram utilizados os testes T de student e Análise de variância, além da correlação de Pearson. As análises de regressão linear foram realizadas para observar a relação entre o histórico uroginecológico e obstétrico e o desempenho físico de membros inferiores, ajustadas pelas covariáveis. Os dados foram analisados no software Statistical Package for Social Sciences (SPSS), versão 22.0. Resultados: 581 mulheres participaram do estudo, com média etária de 54,8 ± 9,4 anos. A única variável de histórico uroginecológico e obstétrico que foi associada ao desempenho físico de membros inferiores foi o número de partos para as variáveis extensão de joelho (β= -0,41; p= 0,009) e SPPB (β= -0,08; p= 0,002). Conclusão: Os fatores associados ao pior desempenho físico de membros inferiores foram a idade, renda familiar, união estável, atividade física e número de partos, sendo a última, a única variável de saúde pélvica que se associou ao pior desempenho de membros inferiores.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1460020 - ALVARO CAMPOS CAVALCANTI MACIEL
Interna - 3885543 - SAIONARA MARIA AIRES DA CAMARA
Externa à Instituição - MAYLE ANDRADE MOREIRA - UFC
Notícia cadastrada em: 03/02/2021 18:59
SIGAA | Superintendência de Informática - | | Copyright © 2006-2022 - UFRN - sigaa12-producao.info.ufrn.br.sigaa12-producao