Banca de DEFESA: THAIANA BARBOSA FERREIRA PACHECO

Uma banca de DEFESA de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : THAIANA BARBOSA FERREIRA PACHECO
DATA : 20/04/2020
HORA: 14:00
LOCAL: VIDEOCONFERÊNCIA
TÍTULO:

DESENVOLVIMENTO E USABILIDADE DE UM JOGO DIGITAL PARA REABILITAÇÃO DO EQUILÍBRIO POSTURAL DE IDOSOS


PALAVRAS-CHAVES:

Motivação, Jogos de vídeo, Fisioterapia, Equilíbrio Postural, Envelhecimento.

 


PÁGINAS: 130
RESUMO:

Introdução: O processo de envelhecimento causa alterações fisiológicas que podem culminar em restrições na independência funcional devido, dentre outros fatores, a dificuldade em manter o equilíbrio postural e adaptar-se às demandas que lhes são impostas. Inúmeras abordagens terapêuticas têm priorizado a restauração ou manutenção do equilíbrio, destacando-se a terapia baseada na Realidade Virtual (RV). Nesse sentido, jogos sérios digitais vêm sendo desenvolvidos com o intuito de adequar o ambiente virtual às demandas terapêuticas e necessidades do paciente, refletindo positivamente na efetividade e usabilidade deste tipo de recurso. Objetivo: 1) Desenvolver uma revisão sistemática a fim de sumarizar as evidências do uso de jogos virtuais sérios e comerciais no treinamento de equilíbrio de idosos. 2) Desenvolver um jogo sério para treinamento de equilíbrio de idosos utilizando um sistema de captura de movimento de baixo custo. 3) Validar o conteúdo do jogo. 4) Testar, a partir de um estudo piloto, a aplicabilidade e o efeito do jogo sobre o equilíbrio e desempenho físico de idosos. Metodologia: Trata-se de um estudo que envolveu três tipos de modalidades metodológicas: 1) Revisão Sistemática; 2) Criação e validação de um modelo de utilidade (jogo digital) voltado para reabilitação do equilíbrio e 3) Estudo piloto do tipo experimental que envolveu 50 idosos. Os participantes do estudo piloto foram submetidos a avaliação do equilíbrio pela Escala de Equilíbrio de Berg (BBS) e do desempenho físico pela Short Physical Performance Battery (SPPB). A alocação dos participantes ocorreu de forma randomizada em grupo experimental ou grupo controle. O grupo experimental realizou um protocolo de intervenção utilizando o jogo digital desenvolvido pelos pesquisadores deste estudo, denominado VirtualTer (Virtual Therapy), 3 vezes por semana por duas semanas e duração de 20 minutos cada sessão.  O grupo controle recebeu uma cartilha com 5 exercícios baseados no protocolo Otago para serem realizados em casa com mesma duração e frequência que o grupo experimental. Ao final do período de intervenção, os participantes foram reavaliados, utilizando os mesmos procedimentos da avaliação inicial. Resultados: 1) Revisão Sistemática: 12 estudos comparando exergames com nenhuma intervenção foram incluídos. Um total de 1520 idosos participaram dos estudos, com média de idade de 76±6 nos grupos experimentais e 76±5 nos grupos controles. 03 estudos encontraram melhoras significativas no equilíbrio dos participantes considerando a BBS e oscilação do centro de pressão. 03 estudos encontraram melhoras na mobilidade, considerando o teste Timed up and Go, 30-second chair stand e o alternate step test. 2) Desenvolvimento do jogo: VirtualTer foi desenvolvido por uma equipe de fisioterapeutas e cientistas da computação da Universidade Federal do Rio Grande do Norte. O objetivo principal deste jogo sério foi promover treinamento do equilíbrio de idosos em um ambiente motivador e representativo. O VirtualTer utiliza o Kinect para captura de movimento em tarefas de marcha estacionária, alcance lateral e subida/descida de degrau, distribuídas em 03 fases com níveis de dificuldade distintos. 3) Validação: O conteúdo do jogo foi validado por onze especialistas (45,5% fisioterapeutas e 54,5% profissionais da área de ciência e tecnologia). O IVC total do jogo foi de 0,8 e o coeficiente de alpha de Cronbach foi de 0,92. 4) Estudo Piloto: Participaram do estudo piloto 50 idosos acima de 60 anos. O grupo que executou o VirtualTer apresentou diferenças significativas na análise intra-grupo para velocidade (p = 0,04) e trajetória total (p = 0,03) do CoP com olhos fechados. E ambos os grupos apresentaram melhora na pontuação da EEB e SPPB. Não houve diferenças significativas na comparação entre-grupos. Virtualter apresentou índice de satisfação de 71%, de acordo com a System Usability Scale. Conclusion: Embora melhorias significativas tenham sido observadas no grupo VirtualTer em análises intra-grupo, em duas semanas de intervenção, o VirtualTer não provocou mudanças significativas nos parâmetros relacionados ao equilíbrio postural e ao SPPB em comparação ao controle. Estudos futuros devem investigar se um período mais longo de intervenção pode ser eficaz.


MEMBROS DA BANCA:
Externa à Instituição - DEBORA CARVALHO DE OLIVEIRA
Presidente - 2374822 - FABRICIA AZEVEDO DA COSTA CAVALCANTI
Externa à Instituição - LUCIANA PROTASIO DE MELO - UES - RN
Externo ao Programa - 1763991 - RUMMENIGGE RUDSON DANTAS
Interna - 350635 - TANIA FERNANDES CAMPOS
Notícia cadastrada em: 26/03/2020 10:35
SIGAA | Superintendência de Informática - | | Copyright © 2006-2020 - UFRN - sigaa09-producao.info.ufrn.br.sigaa09-producao