Banca de DEFESA: MONAYANE GRAZIELLY LEITE MATIAS

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : MONAYANE GRAZIELLY LEITE MATIAS
DATA : 02/03/2020
HORA: 14:00
LOCAL: departamento de enfermagem
TÍTULO:

Avaliação da efetividade de um exercício funcional associado a ETCC na dor, desempenho funcional e qualidade de vida de pacientes com Fibromialgia: Estudo clínico randomizado, placebo-controlado e duplo-cego


PALAVRAS-CHAVES:

Fibromialgia, ETCC, exercício funcional


PÁGINAS: 46
RESUMO:

A fibromialgia (FM) é uma síndrome reumática caracterizada por dor corporal difusa e crônica, de aspecto multifatorial, associada a fadiga muscular, distúrbios de sono, alterações depressivas e de ansiedade. A FM exige um tratamento multidisciplinar, e devido a isso há estudos associando intervenções na tentativa de ter os efeitos potencializados. Recentemente foi investigado o efeito da associação de exercício aeróbio com a eletroestimulação trancraniana por corrente continua (ETCC) com efeitos positivos dessa associação. Entretanto, não tem sido investigada a associação da ETCC com o exercício funcional, o qual tem proporcionado redução de dor e melhora na funcionalidade nesses pacientes. Objetivo: Verificar o efeito do exercício funcional associado a ETCC na dor, desempenho funcional e qualidade de vida de pacientes com FM. Métodos: Trata-se de um ensaio clínico randomizado, placebo-controlado e duplo-cego composto por mulheres com diagnóstico clínico de FM divididas em dois grupos de forma aleatória em blocos: Grupo exercício com estimulação ativo (GEA) será submetido a exercício funcional e ETCC ativa e grupo exercício com estimulação placebo (GEP) que realizará exercício funcional e ETCC placebo. O programa de exercícios será realizado três vezes por semana durante oito semanas. A ETCC será realizada somente na primeira semana de exercício por 5 dias consecutivos (2mA, 20min, rampa On/0ff 30s, com anôdo na área M1 e cátodo na DLPFC). Serão realizadas avaliações pré (T1), durante a primeira semana (T2), imediatamente após a primeira semana (T3),  e após programa de exercício (T4) para: dor (Escala Visual Analógica-EVA e algometria), desempenho funcional (TC6M, teste sentar e levantar e avaliação isocinética) e qualidade de vida (FIQ, escala de depressão e de ansiedade) além da percepção global do efeito (GPE) e sensação prazer/desprazer. A análise estatística será realizada no programa SPPS 20.0. Será considerado um alfa (a) de 5% como significância estatística e um poder do teste (power) de 80%. Resultados e impactos esperados: Espera-se que a associação do exercício funcional com a ETCC ativa proporcione maior remissão da dor e consequentemente melhores índices de desempenho funcional e qualidade de vida quando comparado ao exercício e ETCC placebo. É possível ainda que a ETCC ativa possa potencializar os efeitos do exercício nos índices de depressão e ansiedade. Isso por sua vez, contribuiria positivamente no tratamento da FM no que se refere a aplicação de novas estratégias no controle dos sintomas.


MEMBROS DA BANCA:
Externo à Instituição - ALEXANDRE HIDEKI OKANO - UFABC
Externa ao Programa - 2613606 - SANDRA CRISTINA DE ANDRADE
Presidente - 2566849 - WOUBER HÉRICKSON DE BRITO VIEIRA
Notícia cadastrada em: 18/02/2020 14:21
SIGAA | Superintendência de Informática - | | Copyright © 2006-2022 - UFRN - sigaa03-producao.info.ufrn.br.sigaa03-producao