Banca de QUALIFICAÇÃO: LEONILDO SANTOS DO NASCIMENTO JUNIOR

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : LEONILDO SANTOS DO NASCIMENTO JUNIOR
DATA : 16/12/2019
HORA: 09:00
LOCAL: Auditório do departamento de fisioterapia
TÍTULO:

Efetividade do exercício físico e rodízio nos postos de trabalho sobre a dor e a fadiga em trabalhadores da indústria

 


PALAVRAS-CHAVES:

Fatores Humanos. Dor Musculoesquelética. Indústria de Manufatura.


PÁGINAS: 88
RESUMO:

A indústria representa, dentre os variados setores econômicos, uma das atividades com altas taxas de empregabilidade nos países em desenvolvimento. O processo de trabalho dos industriários envolve, em alguns casos, uma grande demanda energética, biomecânica e psicológica para cumprimento das ações por este grupo de trabalhadores.  A intensificação ou má estruturação do trabalho pode acarretar o desenvolvimento de inúmeras doenças relacionadas ao trabalho, tais como a fadiga mental ou física e as lesões musculo esqueléticas, incrementando a probabilidade de incapacidades laborais temporárias ou permanentes. Esta pesquisa será composta por dois estudos, cujos objetivos serão: investigar os efeitos de intervenções ergonômicas no processo de trabalho industrial com o objetivo de reduzir os efeitos da dor sobre os trabalhadores deste setor produtivo; avaliar a eficácia da rotação de postos de trabalho sobre a fadiga, a qualidade de vida, a força de preensão palmar e de pinça e a resistência dos músculos escapulares de trabalhadores da indústria têxtil. No primeiro estudo, foi conduzida uma revisão sistemática de estudos controlados e randomizados com metanálise. Foram consultadas as bases de dados: PubMed, EMBASE, Web of Science, PEDro, ScienceDirect, PsycINFO, Scopus, Central Register of Controlled Trials (The Cochrane Library) e OTseeker, além da busca manual em listas de referências. Foram incluídos apenas estudos que foram realizados no próprio ambiente de trabalho dos participantes. A seleção dos estudos e a avaliação do risco de viés foram conduzidas por dois autores, de maneira independente. Foram incluídos 18 estudos que envolveram 4.871 trabalhadores da indústria. As variáveis foram expressas como diferença de média ponderada dentro de um intervalo de confiança de 95%. A análise de gráficos de florest plots permitiu a avaliação da heterogeneidade dos resultados dos estudos que entraram na metanálise. Com os resultados deste estudo, evidenciou-se uma maior prevalência da inclusão de exercícios físicos no ambiente laboral que conduziram a uma melhora na dor no ombro em trabalhadores incluídos em programa de exercícios no ambiente de trabalho, a redução da dor lombar após capacitações em ergonomia e a incremento da função lombar após a prática de exercícios resistidos no trabalho (MD -0.45; 95% IC -0.8 a -0.1; p=0,01; I2=76%; MD .59; 95% IC 0.42 a 0.82; p=0,002; I2= 18% e MD -9.11; 95% IC -16.30 a -1.92; p=0,01; I2=0%, respectivamente). Os resultados nos permitem a conclusão de que a atividade física no ambiente de trabalho industrial pode reduzir a dor no ombro, assim como o treinamento em ergonomia pode reduzir a dor lombar a longo prazo. No segundo estudo, é apresentado uma proposta de intervenção ergonômica utilizando a metodologia de rotação de tarefas no posto de trabalho como estratégia para o aumento da qualidade de vida, incremento de força e resistência muscular no membro superior e redução da fadiga em trabalhadores da indústria têxtil. Será conduzido um ensaio clínico controlado e randomizado por clusters, onde 48 trabalhadores serão distribuídos entre os grupos experimental, que será incluso num programa de rotação alternando tarefas de acordo com o grau de risco biomecânico, e grupo controle, que passará por um treinamento em ergonomia. Os trabalhadores serão avaliados, antes e depois das intervenções, pela Escala SOFI (Swedish Occupational Fatigue Inventory) e do SF-36, além do que terão mensuração de força de preensão palmar e de pinça através da dinamometria e da resistência muscular do trapézio e do serrátil anterior através do Scapular Muscle Endurance (SME) test. Com esse estudo, intenta-se, através da intervenção com o rodízio, produzir efeitos positivos sobre a fadiga, a qualidade de vida, além da força e da resistência muscular no membro superior de trabalhadores que atuam em setores produtivos na indústria têxtil.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1081828 - CATARINA DE OLIVEIRA SOUSA
Externo à Instituição - FRANCISCO LOCKS NETO - UPE
Interno - 350637 - RICARDO OLIVEIRA GUERRA
Notícia cadastrada em: 06/12/2019 10:31
SIGAA | Superintendência de Informática - | | Copyright © 2006-2022 - UFRN - sigaa04-producao.info.ufrn.br.sigaa04-producao