Banca de QUALIFICAÇÃO: LARISSA BASTOS TAVARES

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : LARISSA BASTOS TAVARES
DATA : 30/04/2019
HORA: 09:00
LOCAL: Parecer
TÍTULO:

A INFLUÊNCIA DO USO DA REALIDADE VIRTUAL NO PADRÃO DE ATIVAÇÃO CORTICAL E NO DESEMPENHO DE ATIVIDADE DE DUPLA TAREFA EM IDOSOS SAUDÁVEIS


PALAVRAS-CHAVES:

EEG, Realidade Virtual, Emoção, idosos, Fisioterapia 


PÁGINAS: 36
RESUMO:

Introdução) O aumento da expectativa de vida vem levando a um acentuado crescimento da população idosa tanto em países desenvolvidos quanto em desenvolvimento. O processo de envelhecimento, característico de todos os organismos multicelulares, envolve a deterioração de vários sistemas orgânicos, alteração das capacidades física e cognitiva culminando em incapacidades e dependência funcional. Contudo, estudos demonstram que apesar das perdas características dessa fase da vida, os idosos apresentam capacidade plástica no sistema nervoso que, quando estimulado, favorece a aprendizagem motora e o desempenho de habilidades funcionais; portanto, alguns aspectos estão envolvidos tanto no que se refere ao processo de envelhecimento quanto na aprendizagem motora, dentre esses, destaca-se as emoções, cujos dados são controversos quanto ao tipo de emoção que pode favorecer o processo de aprendizagem motora. Dentre as diversas alternativas que vem sendo investigadas para promover melhora de aspectos físicos e cognitivos de idosos, a terapia por realidade virtual vem se destacando pela capacidade de simular eventos reais, tornando o ambiente atrativo para o paciente, além de possibilitar um feedback imediato, estimulando assim, o ajuste corporal contínuo do sujeito em treinamento. Outro aspecto de destaque da terapia por realidade virtual é a possibilidade de ajuste do treinamento de acordo com a capacidade física e cognitiva dos sujeitos. Nesse sentido, o presente trabalho objetiva investigar a influência de um programa de terapia baseado em realidade virtual na capacidade física, cognição e estados emotivos de idosos com e sem alteração cognitiva. (Metodologia) Para tal, realizaremos uma pesquisa experimental comparativa em que serão investigados sujeitos com idade superior aos 60 anos que serão selecionados por conveniência e formarão um grupo com alteração cognitiva e outro grupo sem alteração cognitiva. Os sujeitos de ambos os grupos serão submetidos a um programa de terapia baseado em realidade virtual por 12 semanas, com frequência de duas vezes por semana e duração de 60 minutos. Os sujeitos serão avaliados quanto à cognição pelo Mini Exame do Estado Mental, à avaliação da capacidade física pelo Short Physical Performance Battery e à análise eletroencefalográfica através do Emotiv EPOC, a fim de se avaliar a atividade eletroencefálica relacionada aos estados emotivos dos sujeitos. Os dados serão tabulados e analisados segundo as próprias normas de avaliação de cada instrumento, sendo em seguida utilizado o pacote de dados SPSS-20 para análise descritiva e o tratamento estatístico específico. A análise descritiva será realizada através dos valores de média e desvio padrão. Após a aplicação do teste de Shapiro-Wilk para análise da normalidade da amostra, os dados seguirão para análise estatística que, em caso normal, será utilizada a análise de variância multivariada (TWO-WAY ANOVA), em caso de distribuição não normal dos dados, utilizaremos o teste de Kruskal-wallis. (Resultados esperados) esperamos com os resultados encontrados esclarecer a influência de um programa de treinamento baseado em realidade virtual na capacidade física, cognição e estados emotivos em idosos com e sem alteração cognitiva


MEMBROS DA BANCA:
Externo à Instituição - EDGAR RAMOS VIEIRA
Presidente - 2374822 - FABRICIA AZEVEDO DA COSTA CAVALCANTI
Interna - 2090691 - JULIANA MARIA GAZZOLA
Notícia cadastrada em: 15/04/2019 15:27
SIGAA | Superintendência de Informática - | | Copyright © 2006-2022 - UFRN - sigaa02-producao.info.ufrn.br.sigaa02-producao