Banca de QUALIFICAÇÃO: TIAGO SILVA OPORTO

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : TIAGO SILVA OPORTO
DATA : 24/02/2019
HORA: 08:00
LOCAL: Parecer
TÍTULO:

AUTORRELATO DE SAÚDE E DESEMPENHO FUNCIONAL: UMA RELAÇÃO MEDIADA PELA PERCEPÇÃO DA QUALIDADE DE VIDA EM MULHERES OSTEOPORÓTICAS


PALAVRAS-CHAVES:

Osteoporose Pós-Menopausa, Envelhecimento, Saúde do idoso 


PÁGINAS: 65
RESUMO:

Envelhecer é um processo biológico natural marcado por alterações fisiológicas que podem trazer consequências físicas ao indivíduo, como a osteoporose, doença metabólica que modifica a fisiologia óssea, podendo comprometer o desempenho físico. A saúde autorrelatada (SAR) é uma ferramenta útil para avaliação da população idosa, já que fornece uma percepção subjetiva da saúde do indivíduo, sendo uma forte ferramenta para triagem de risco de comorbidades, juntamente com as ferramentas de desempenho físico como o Short Physical Performance Battery (SPPB), e as avaliações de qualidade de vida como o Osteoporosis Assessment Questionnaire (OPAQ). Entretanto pouco se sabe sobre a interação entre as medidas de desempenho físico com a saúde autorrelatada e como essa relação se estabelece em idosas com osteoporose quando mediada pela qualidade de Vida. Objetivo: analisar a relação entre autorrelato de saúde e desempenho funcional, quando mediada pela percepção da qualidade de vida em mulheres osteoporóticas. Metodologia: Trata-se de um estudo do tipo descritivo analítico transversal. A amostra foi constituída pelas idosas que atenderam aos critérios de inclusão desse estudo. As idosas foram submetidas, primeiramente, aos questionários sobre saúde autorrelatada, qualidade de vida relacionada à osteoporose e avaliação cognitiva com o teste de Leganés. Em seguida foram feitas as avaliações físicas com o uso do SPPB, dados antropométricos e clínicos, confirmação ou não da presença de osteoporose indicada por exame de densidade óssea com valor de T-score ≤ -2,5 DP. As idosas foram entrevistadas e avaliadas no Hospital Onofre Lopes (HUOL-UFRN) e no departamento de fisioterapia da UFRN. Além disso, foram dadas orientações explicando sobre o desempenho nos testes e uma cartilha autoexplicativa contendo informações sobre formas de prevenção às quedas foi entregue às participantes da pesquisa. Resultados: A amostra foi composta por 83 mulheres, com média de idade 66,98 (7,09) anos. No tocante sobre a saúde autorrelatada (SAR), observou-se que 30,1% da amostra considerava a avaliação como satisfatória. Como resultado total do OPAQ obteve-se a média de 247,27(28,05), enquanto que para o SPPB total o valor obtido foi de 6,40(1,87). Mulheres com percepção satisfatória sobre o auto relato em saúde apresentaram uma pontuação média maior no SPPB comparado as mulheres que manifestaram uma percepção insatisfatória sobre a SAR. Houve uma correlação negativa com significância estatística (r= -0,33; p < 0,05) entre o SPPB e o OPAQ. As mulheres que possuem uma percepção satisfatória sobre o auto relato em saúde apresentaram uma pontuação média maior no SPPB comparado as mulheres que manifestaram uma percepção insatisfatória sobre a SAR. as mulheres que apresentaram uma percepção insatisfatória de sua saúde tem uma pontuação maior no OPAQ comparado as mulheres que manifestaram uma percepção mais satisfatória sobre a avaliação.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1460020 - ALVARO CAMPOS CAVALCANTI MACIEL
Externa à Instituição - JULIANA FERNANDES DE SOUZA BARBOSA - UFPE
Interno - 350637 - RICARDO OLIVEIRA GUERRA
Notícia cadastrada em: 24/01/2019 10:10
SIGAA | Superintendência de Informática - | | Copyright © 2006-2022 - UFRN - sigaa12-producao.info.ufrn.br.sigaa12-producao