Banca de QUALIFICAÇÃO: BARTOLOMEU FAGUNDES DE LIMA FILHO

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : BARTOLOMEU FAGUNDES DE LIMA FILHO
DATA : 29/10/2018
HORA: 09:00
LOCAL: Auditório do departamento de fisioterapia
TÍTULO:
INFLUÊNCIA DE UM PROTOCOLO DE REALIDADE VIRTUAL NO EQUILÍBRIO DE IDOSOS COM DIABETES MELLITUS TIPO 2: ENSAIO CLÍNICO RANDOMIZADO CONTROLADO

PALAVRAS-CHAVES:

Exercício de reabilitação. Saúde do idoso. Equilíbrio postural. 


PÁGINAS: 53
RESUMO:

o Diabetes Mellitus tipo 2 (DM2) acomete cerca de 15 a 20% dos idosos brasileiros. Dentre as consequências mais relatadas da doença está o desequilíbrio com a ocorrência de quedas, que podem ser decorrente de neuropatia periférica diabética, perda de força e sensibilidade de membros inferiores, baixa visão, polifarmácia, tontura, déficit auditivo, dentre outros fatores. O treinamento de equilíbrio é uma importante ferramenta de manejo clínico desses idosos e a cinesioterapia convencional é relatada na literatura como o padrão-ouro desse tratamento. Com o avanço da tecnologia, a realidade virtual se tornou uma opção de treinamento de equilíbrio por meio dos jogos do Wii Fit Plus com tarefas específicas. Objetivo: Investigar a influência de um protocolo de realidade virtual não imersiva no equilíbrio de idosos com Diabetes Mellitus tipo 2. Metodologia: Trata-se de um ensaio controlado, randomizado, cego. Serão incluídos indivíduos com idade entre 65 e 79 anos; possuírem diagnóstico clínico de Diabetes Mellitus tipo 2; possuírem queixa de alteração do equilíbrio corporal; apresentarem maior risco de quedas pelo Dynamic Gait Index; obtiverem tempo de diagnóstico de DM2 igual ou superior a 6 anos; não possuírem déficit cognitivo de acordo com a escolaridade; apresentarem neuropatia periférica leve ou moderada avaliada pelo Escore de Sintomas Neuropáticos; possuírem boa acuidade visual avaliada pela Tabela de Snellen; não estejam realizando algum tipo de reabilitação do equilíbrio corporal ou que a realizaram até seis meses antes da realização da pesquisa. Esses idosos serão divididos no Grupo Controle (GC) que realizará um protocolo de cinesioterapia convencional com foco no equilíbrio e com demanda sensório-motora similar aos exercícios de realidade virtual ou no Grupo Experimental (GE) que realizará um protocolo de realidade virtual baseado no equilíbrio corporal acrescido da cinesioterapia convencional do GC. Será realizada a ANOVA de medidas repetidas 2x2 considerando como fator intergrupo, os grupos de intervenção e controle; e o intragrupos, as duas avaliações a serem realizadas. Resultados esperados: espera-se descobrir se o protocolo de realidade virtual possui um efeito benéfico para a reabilitação do equilíbrio corporal em idosos diabéticos para que haja um direcionamento da terapêutica mais adequada para esses indivíduos.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 2374822 - FABRICIA AZEVEDO DA COSTA CAVALCANTI
Externo ao Programa - 3885543 - SAIONARA MARIA AIRES DA CAMARA
Interno - 2319151 - TATIANA SOUZA RIBEIRO
Notícia cadastrada em: 18/10/2018 14:42
SIGAA | Superintendência de Informática - | | Copyright © 2006-2022 - UFRN - sigaa26-producao.info.ufrn.br.sigaa26-producao