Banca de DEFESA: LAYANA MARQUES DE OLIVEIRA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : LAYANA MARQUES DE OLIVEIRA
DATA : 27/08/2018
HORA: 14:00
LOCAL: Auditório do Departamento de Fisioterapia
TÍTULO:

Efeitos agudos de diferentes posturas sobre o pico de fluxo de tosse e ativação eletromiográfica dos músculos respiratórios em indivíduos com distrofia muscular de Duchenne


PALAVRAS-CHAVES:

Distrofia Muscular de Duchenne, Pico de fluxo de tosse, Postura, Músculos respiratórios.


PÁGINAS: 71
RESUMO:

Introdução: A Distrofia Muscular de Duchenne (DMD) é a forma mais comum de miopatia que acometem crianças do gênero masculino. Com o avançar da doença, o acometimento muscular respiratório leva à fraqueza muscular e redução da expansibilidade pulmonar e torácica, com retenção de secreções, devido à incapacidade de gerar uma tosse eficaz. Vários são os fatores que determinam a efetividade da tosse. Como a postura atua no pico de fluxo de tosse (PFT) e na atividade dos músculos respiratórios na DMD ainda não está estabelecido. Objetivo: Avaliar e comparar os efeitos agudos de diferentes posturas sobre as variações do PFT e ativação eletromiográfica dos músculos respiratórios em indivíduos com DMD versus saudáveis pareados. Métodos: Foi avaliado o PFT, o volume corrente (VC) dos compartimentos caixa torácica (caixa torácica pulmonar somada à caixa torácica abdominal) e abdome (AB), através da Pletismografia Optoeletrônica, e a ativação dos músculos respiratórios: esternocleidomastódeo (ECM), escaleno (ESC), reto abdominal (RA) e oblíquo externo (OE), através da Eletromiografia de superfície (EMGs). A avaliação foi realizada em três posições: supino, supino com a cabeceira elevada a 45o (45o)e supino com a cabeceira elevada a 80o (80o) em indivíduos com DMD, grupo Duchenne (GD), pareados com sujeitos saudáveis, grupo controle (GC). Resultados: Foram avaliados 35 indivíduos com DMD (23 excluídos), dos quais 12 sujeitos compuseram o GD sendo pareados com 12 sujeitos saudáveis, que compuseram o GC. Foi observado, um aumento significativo do PFT em 80o no GD quando comparado a posição supina (4,89 ± 2,11 vs 3,59 ± 1,59, p < 0,01), sem diferenças no GC. A análise intergrupo mostrou que o GD apresentou menores valores de PFT (p < 0,001) em comparação ao grupo controle, nas respectivas posições: supino (3,59 ± 1,91 vs 10,11 ± 4,63, p < 0,001); 45o (3,92 ± 1,59 vs 9,18 ± 4,36, p < 0,01); e 80o (4,89 ± 2,11 vs 10,35 ± 3,79, p < 0,01), respectivamente. Na fase inspiratória da tosse, foi observado um aumento do volume de ar inspirado da parede torácica (p < 0,05) na posição 80o em comparação a posição 45o do GC, sem diferenças significativas no GD. Na fase expiratória da tosse, foi observado um aumento do volume de ar inspirado (p < 0,05) em 80o comparado a posição em supino do GD, sem diferenças estatísticas no GC. Tanto o volume pulmonar inspirado e expirado da parede torácica foram maiores na posição 80o do GC (p < 0,05) em comparação a respectiva posição do GD. Durante a fase inspiratória da tosse, a análise intragrupo da EMGs demonstrou um aumento da ativação do ECM em 80o (p < 0,01) em relação à posição em supino, em ambos os grupos, e um aumento do ESC (p < 0,05) foi observado na posição 80o em relação à posição 45o, apenas no GD. A análise intergrupo mostrou uma maior ativação do ESC em 80o (p < 0,05) e do RA e o OE nas três posições (p < 0, 001) no GD em comparação as respectivas posições do GC, durante a fase inspiratória da tosse. Durante a fase expiratória, foi observada uma maior ativação do ECM na posição supino (p < 0,05) no GD em comparação a respectiva posição do GC, sem diferenças intergrupos. Nossos resultados mostram que a tosse é favorecida quanto mais ereto o posicionamento, com maior ativação dos músculos inspiratórios em indivíduos com DMD, na fase inspiratória. Enquanto nos saudáveis a postura não influenciou os valores de PFT, apenas a ativação dos músculos inspiratórios durante a fase inspiratória da tosse.


MEMBROS DA BANCA:
Externo ao Programa - 2553737 - MARIO EMILIO TEIXEIRA DOURADO JUNIOR
Presidente - 5566309 - VANESSA REGIANE RESQUETI FREGONEZI
Externo à Instituição - VERÔNICA FRANCO PARREIRA - UFMG
Notícia cadastrada em: 09/02/2018 15:31
SIGAA | Superintendência de Informática - | | Copyright © 2006-2022 - UFRN - sigaa20-producao.info.ufrn.br.sigaa20-producao