Banca de DEFESA: LIANE DE BRITO MACEDO

Uma banca de DEFESA de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : LIANE DE BRITO MACEDO
DATA : 19/02/2018
HORA: 14:00
LOCAL: Auditório do Departamento de Fisioterapia
TÍTULO:

EFEITOS DO KINESIO TAPING® NA DOR LOMBAR CRÔNICA NÃO ESPECÍFICA


PALAVRAS-CHAVES:

Bandagem; coluna vertebral; eletromiografia; músculos paraespinais.


PÁGINAS: 118
RESUMO:

 

Introdução: a dor lombar é um dos problemas mais comuns de saúde na população mundial, levando os indivíduos que sofrem desse sintoma à procura de diferentes recursos para alívio de suas dores, dentre eles o Kinesio Taping® (KT). Objetivo: analisar os efeitos do KinesioTaping®  na dor lombar crônica não específica. Métodos: trata-se de um ensaio controlado, randomizado, com um assessor cego, composto por 108 mulheres com dor lombar crônica (DLC) não específica. Todas foram inicialmente submetidas à uma avaliação da sensação dolorosa, incapacidade, amplitude de movimento do tronco e do desempenho neuromuscular. Após a avaliação inicial, foram aleatoriamente divididas em quatro grupos para a realização da intervenção: controle (não receberam intervenção), Kinesio Tapingcom tensão (aplicou o KT com tensão na região dos músculos eretores da coluna), Kinesio Tapingsem tensão (aplicou o KT sem tensão na região dos músculos eretores da coluna) e Micropore®(aplicou Micropore® na região dos músculos eretores da coluna). Três dias após a intervenção uma nova avaliação foi realizada, idêntica à primeira; logo após, o KT foi retirado e uma terceira avaliação foi realizada, dez dias após a intervenção. Resultados: Três dias após a intervenção, observou-se uma redução da dor no grupo Kinesio Taping com tensão (diferença média=1,963; IC 95%=0,501 - 3,425; p=0,003) e Kinesio Taping sem tensão (diferença média=1,926; IC 95%=0,464 - 3,388; p=0,004), comparados com o grupo controle. Para a variável incapacidade, foi encontrada uma melhora no grupo Kinesio Taping com tensão, comparado ao grupo controle, 3 dias (diferença média=3,481; IC 95%=0,825 – 6,138; p=0,004) e 10 dias (diferença média=3,185; IC 95%=0,395 - 5,975; p=0,016) após a intervenção. Para as demais variáveis não foi observada diferença entre os grupos. Conclusão: Kinesio Taping, com ou sem tensão, reduz dor e incapacidade em pacientes com DLC não específica.

MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1149610 - JAMILSON SIMOES BRASILEIRO
Externo à Instituição - JOSÉ JAMACY DE ALMEIDA FERREIRA - UFPB
Interno - 4374835 - KARYNA MYRELLY OLIVEIRA BEZERRA DE FIGUEIREDO RIBEIRO
Externo à Instituição - NEY ARMANDO DE MELLO MEZIAT FILHO - UNISUAM
Interno - 2566849 - WOUBER HÉRICKSON DE BRITO VIEIRA
Notícia cadastrada em: 06/02/2018 16:03
SIGAA | Superintendência de Informática - | | Copyright © 2006-2022 - UFRN - sigaa12-producao.info.ufrn.br.sigaa12-producao