Banca de DEFESA: JULIANA FERNANDES DE SOUZA BARBOSA

Uma banca de DEFESA de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : JULIANA FERNANDES DE SOUZA BARBOSA
DATA : 15/02/2018
HORA: 14:00
LOCAL: Auditório do Departamento de Fisioterapia
TÍTULO:

Desempenho físico, composição corporal e incapacidade funcional em idosos de diferentes contextos epidemiológicos: resultados do estudo International Mobility in Aging Study (IMIAS)


PALAVRAS-CHAVES:

Sarcopenia; Força muscular; Obesidade abdominal; Envelhecimento; Epidemiologia.


PÁGINAS: 193
RESUMO:

Introdução: O envelhecimento é caracterizado por um acúmulo gradual e de longo prazo de danos moleculares e celulares que resultam em comprometimento progressivo e generalizado em muitas funções corporais. Dentre as mudanças mais clinicamente significativas destacam se o declínio na força e massa muscular (definido como sarcopenia) e aumento da adiposidade corporal que são relacionadas ao maior risco de incapacidades e deficiências, acarretando na perda da independência funcional do indivíduo. O estudo IMIAS, busca analisar as diferenças na mobilidade e fatores associados em idosos de diferentes contextos sociais, econômicos e culturais. Por conseguinte, fornece uma grande oportunidade de examinar os aspectos relacionados ao envelhecimento do sistema musculo esquelético, além de fatores relacionados a incapacidade funcional em populações de idosos tão distintas entre si. Objetivos: a) Estimar a capacidade de pontos de corte de força de preensão palmar em identificar a lentidão na velocidade da marcha em diferentes populações de idosos; b) Explorar quais das medidas de desempenho físico propostas pelo para identificação de Sarcopenia prediz melhor a massa muscular em idosos comunitários após 4 anos de seguimento; c) Explorar a relação longitudinal entre obesidade abdominal com a incapacidade na mobilidade e nas atividades de vidas diárias (AVDS) relacionadas à mobilidade, controlando por desempenho físico e depressão, em idosos inicialmente livres de incapacidade. Métodos:  Trata-se de um estudo analítico, observacional de caráter longitudinal, em que 2002 idosos foram seguidos durante 4 anos de seguimento. Os dados da linha de base foram coletados no ano de 2012. As reavaliações ocorreram com o intervalo de 2 anos entre si, nos anos de 2014 e 2016. As medidas de desempenho físico utilizadas foram a força de preensão palmar e velocidade da marcha. A massa muscular foi mensurada por meio da análise de bioimpedância elétrica. As medidas de incapacidade funcional foram realizadas a partir de auto relato das dificuldades em tarefas relacionadas a mobilidade e atividades de vida diária relacionadas a mobilidade, a medida de obesidade foi definida pela circunferência de cintura. Resultados:  Os pontos de corte de força de preensão palmar < 26kg para homens e < 16 kg para mulheres foram capazes de identificar lentidão na velocidade da marcha na amostra de idosos participantes do IMIAS. Além disso, a força de preensão palmar medida na linha de base foi significantemente relacionada a massa muscular mensurada 4 anos depois (β.=0,003; p-valor < 0,05). E por fim, a presença de obesidade abdominal foi um fator de risco para a incapacidade na mobilidade (OR=1.47, 95% CI 1.01-2.15) no decorrer de 4 anos de seguimento, mas não foi associada ao risco de desenvolver incapacidade nas AVDS (OR: 1.40, 95% CI 0.90-2.18). Conclusões: Os pontos de corte propostos para força de preensão podem ser considerados uma ferramenta útil para rastrear idosos com risco de problemas funcionais. Ainda, a força de preensão palmar pode ser utilizada como um método simples para rastreio de sarcopenia em idosos comunitários. Finalmente, a presença de obesidade abdominal é associada longitudinalmente e prediz o risco de incapacidade na mobilidade, mesmo em um curto período de tempo (4 anos) em idosos comunitários de distintos contextos epidemiológicos.


MEMBROS DA BANCA:
Externo à Instituição - ALINE DO NASCIMENTO FALCAO FREIRE MONTE - Estácio
Interno - 1460020 - ALVARO CAMPOS CAVALCANTI MACIEL
Externo ao Programa - 1195933 - ANA CAROLINA PATRICIO DE ALBUQUERQUE SOUSA
Externo à Instituição - DANIELE SIRINEU PEREIRA - UNIFAL-MG
Presidente - 350637 - RICARDO OLIVEIRA GUERRA
Notícia cadastrada em: 17/01/2018 14:59
SIGAA | Superintendência de Informática - | | Copyright © 2006-2022 - UFRN - sigaa27-producao.info.ufrn.br.sigaa27-producao