Banca de QUALIFICAÇÃO: RAFAELLA SILVA DOS SANTOS

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : RAFAELLA SILVA DOS SANTOS
DATA : 29/06/2017
HORA: 09:00
LOCAL: Auditório do Departamento de Fisioterapia
TÍTULO:

MÉTODOS DE AVALIAÇÃO, CRITÉRIOS DIAGNÓSTICOS, PONTOS DE CORTE E PREVALÊNCIA DA SARCOPENIA EM MULHERES

DO NORDESTE BRASILEIRO


PALAVRAS-CHAVES:

Envelhecimento; Sarcopenia; Músculo Esquelético; Força Muscular; Marcha; Velocidade de Caminhada.


PÁGINAS: 36
RESUMO:

Introdução: O termo "sarcopenia" refere-se originalmente à perda de massa muscular com o avançar da idade. Contudo, as definições mais atuais associam a sarcopenia não só à redução da massa muscular, como também a prejuízos na função e força muscular. International Working Group on Sarcopenia (IWGS), European Working Group on Sarcopenia in Older People (EWGSOP) e Asian Working Group for Sarcopenia (AWGS) são os principais grupos científicos que abordam assuntos referentes à sarcopenia no mundo. Porém, há controvérsias quanto aos seus critérios diagnósticos e a população estudada por esses grupos apresenta realidades diferentes da população do presente estudo. Objetivo: Propor pontos de corte para os componentes identificados como critérios diagnósticos da sarcopenia (massa muscular, força de preensão manual e velocidade da marcha); analisar as prevalências da sarcopenia utilizando os 3 consensos com 2 tipos de ajustes diferentes para a massa muscular (RASM e SMI). Metodologia: Estudo observacional analítico, de caráter transversal, composto por 671 mulheres de 40 a 80 anos, divididas em 3 grupos (40 a 50 anos, 51 a 60 e 61 a 80). Foram coletados dados sociodemográficos, socioeconômicos, dados sobre prática regular de exercício físico e mensuração de medidas antropométricas. Foi realizada avaliação da massa muscular, força de preensão manual e velocidade da marcha. Na análise estatística, os pontos de corte da massa muscular, força de preensão manual e velocidade da marcha foram gerados a partir do percentil 20 do total da amostra. Resultados: Foram identificados os seguintes pontos de corte: 5,97 kg/m² (massa muscular pelo ajuste RASM), 21,11% (massa muscular pelo ajuste SMI), 21,33 kgf (força de preensão manual) e 0,80 m/s (velocidade da marcha). Na faixa etária 40 a 50 anos, a menor prevalência da sarcopenia foi de 2,40% (IWGS, ajuste RASM) e a maior foi 6,70% (AWGS, ajuste RASM). Em 51 a 60 anos, a menor prevalência foi de 2,70% (IWGS, ajuste RASM) e a maior foi de 8,60% (EWGSOP, ajuste SMI e AWGS, ajuste SMI). Em 61 a 80 anos, a menor prevalência foi de 18,00% (IWGS, ajuste SMI) e a maior foi de 25,60% (EWGSOP, ajuste RASM e AWGS, ajuste RASM).


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1460020 - ALVARO CAMPOS CAVALCANTI MACIEL
Interno - 350637 - RICARDO OLIVEIRA GUERRA
Externo ao Programa - 3885543 - SAIONARA MARIA AIRES DA CAMARA
Notícia cadastrada em: 07/06/2017 09:41
SIGAA | Superintendência de Informática - | | Copyright © 2006-2022 - UFRN - sigaa11-producao.info.ufrn.br.sigaa11-producao