Banca de DEFESA: JÉSSICA DINIZ CAVALCANTI

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : JÉSSICA DINIZ CAVALCANTI
DATA : 24/02/2017
HORA: 08:30
LOCAL: Departamento de Fisioterapia
TÍTULO:

Análise do desempenho e da atividade elétrica muscular em asmáticos durante diferentes testes de exercício



PALAVRAS-CHAVES:

Asma. Eletromiografia. Teste de esforço.


PÁGINAS: 44
RESUMO:

Os indivíduos asmáticos diminuem suas atividades funcionais principalmente por sintomas como dispnéia e fadiga. Os sintomas levam a prejuízos tanto da função muscular respiratória quanto periférica devido a alteração metabólica e redução da capacidade oxidativa, além de possível modificação da ativação muscular durante essas atividades. Como esses músculos são ativados durante atividades cotidianas nessa população ainda foi pouco estudado. Dessa forma, esse trabalho teve como objetivo analisar o desempenho e o comportamento da atividade elétrica dos músculos respiratórios e periféricos, durante dois testes de exercício: Incremental Shuttle Walking Test (ISWT) e o Glittre-AVD, em indivíduos asmáticos comparando com indivíduos não asmáticos.

Trata-se de um estudo observacional e analítico onde foram incluídos pacientes com diagnóstico clínico de Asma, de ambos os sexos, com idade entre 20 e 50 anos, doença controlada, índice de massa corporal (IMC) abaixo de 30 kg/m², não-fumantes e indivíduos não asmáticos pareados por idade, sexo e IMC. Após avaliação dos dados antropométricos e função pulmonar, todos os participantes foram submetidos a dois testes de exercício: ISWT e o teste Glittre-AVD. Durante ambos os testes, foi avaliado a atividade elétrica através da eletromiografia de superfície (EMGs) nos músculos esternocleidomastóide (ECOM), escaleno (ESC), reto abdominal (RA) e reto femoral (RF) para o ISWT e ESC, RA, RF e o músculo deltoide médio (DM) para Glittre-AVD. O registro do sinal eletromiográfico em ambos os testes ocorreu nos momentos: basal, durante a execução do teste, pós-imediato e fase de recuperação. Para o processamento da  root means square (RMS) foi aplicado o filtro passa-alta de 20Hz, smoothing, com algorítimo da RMS, retificação do tipo fullwave e filtro para redução dos sinais cardíacos. A análise do espectro de frequência foi calculado a partir da frequência mediana A análise estatística foi feita pelo programa estatístico GraphPad Prism versão 6.0, para p<0,05. Foi utilizado o teste Shapiro-Wilk para normalidade das variáveis estudadas e Mann-Whitney para análise intergrupo das variáveis cardiovasculares, respiratórias e Borg (dispnéia e fadiga), ao final de cada teste. Para análise intergrupo da atividade elétrica dos músculos estudados, em cada teste, foi utilizado o teste “t” não – pareado para o  ISWT e teste Mann-Whitney  para o teste Glittre-AVD.

Dezesseis pacientes asmáticos compuseram o Grupo Asma (GA) e 10 sujeitos não-asmáticos o Grupo Controle (GC). A amostra do GA vs GC apresentaram: idadeanos: 35,31± 11,31 vs 34,70±15,61, IMCkg/m2: 24,49±4,15 vs 22,34±1,797, VEF1%: 78,74±17,41 vs 90,84±7,74 (p<0,01), VEF1/CVF%predito: 84,46±12,53 vs 100,6±8,43(p<0,01),  respectivamente. Não houve diferença na sintomatologia relatada de dispnéia e fadiga em membros inferiores, variáveis cardiorrespiratórias e capacidade inspiratória, entre os grupos, ao final de cada teste. Em relação ao desempenho no ISWT, o GA percorreu uma distância menor que o GC (p<0,05). Para o teste Glittre-AVD, o GA executou o teste com quase 1 minuto a mais comparada ao GC (p<0,05). A análise EMGs durante o ISWT demonstrou aumento da atividade elétrica dos músculos avaliados de maneira coordenada e similar, em ambos os grupos, com diferença significativamente maior apenas para ECOM do GC em 100% do teste (p<0,05). No Glittre-AVD, o GA ao comparar com GC, não houve diferença de ativação para os músculos ESC e DM. Os músculos RA e RF exibiram uma maior ativação no GC, porém sem diferença significativa. Não houve diferença significativa na análise do slope da frequência mediana entre os grupo, em ambos os testes.

Nossos resultados sugerem que durante os testes de exercício ISWT e Glittre-AVD, os pacientes asmáticos apresentam atividade eletromiográfica coordenada e similar aos indivíduos saudáveis, entretanto com menor desempenho em ambos os testes.


MEMBROS DA BANCA:
Externo ao Programa - 2211046 - LUCIEN PERONI GUALDI
Externo à Instituição - RUBENS ALEXANDRE DA SILVA JUNIOR - UNOPAR
Presidente - 5566309 - VANESSA REGIANE RESQUETI FREGONEZI
Notícia cadastrada em: 13/02/2017 13:33
SIGAA | Superintendência de Informática - | | Copyright © 2006-2022 - UFRN - sigaa19-producao.info.ufrn.br.sigaa19-producao