Banca de DEFESA: MORGANA DE ARAÚJO EVANGELISTA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: MORGANA DE ARAÚJO EVANGELISTA
DATA: 17/06/2015
HORA: 09:00
LOCAL: AUDITÓRIO DO DEPTO DE FISIOTERAPIA
TÍTULO:

AVALIAÇAO NÃO INVASIVA DA TAXA MÁXIMA DE RELAXAMENTO DOS MÚSCULOS INSPIRATÓRIOS NA DISTROFIA MIOTÔNICA


PALAVRAS-CHAVES:

distrofia miotônica; SNIP teste; taxa máxima de relaxamento; músculos respiratórios.


PÁGINAS: 80
GRANDE ÁREA: Ciências da Saúde
ÁREA: Fisioterapia e Terapia Ocupacional
RESUMO:

 INTRODUÇÃO: A Distrofia Miotonica é caracterizada por atrofia, fraqueza presença de miotonia nos músculos esqueléticos. A presença de miotonia nos musculos respiratórios é duvidosa assim como as técnicas para avalia-lás. OBJETIVOS: Avaliar a sensibilidade /especificidade da taxa máxima de relaxamento dos músculos inspiratórios (MRR), a eletromiografia de superfície (EMGs) dos músculos esternocleidomastóideo (SCM), escaleno (ESC), paraesternal (2EIC), reto abdominal (RA) e a função pulmonar/muscular respiratoria em pacientes com DM1 e sujeitos saudaveis. MÉTODOS: Foram convidados a participar do estudo, 71 indivíduos, 44 pacientes com DM1 e 27 controles. Foram incluídos no estudo 28 sujeitos, (18 DM1 e 10 controles). Após exlcusões a amostra final foi de 25 sujeitos, 16 pacientes com DM1 e 9 sujeitos saudáveis. Todos foram avaliados em relação MRR dos músculos inspiratórios, (dP/dt)/Psniff*100(%10ms), a EMGs dos músculos respiratórios, à função muscular e pulmonar. RESULTADOS: A MRR foi menor nos pacientes com DM1 vs. controle (p=0,003) e foi considerada sensível e específica para identificar a doença na DM1 e descartá-la no grupo controle, área de ROC 0,87 (95%IC, 0,729 a 1,01, p=0,003). Foi observado valores reduzidos de PImáx (p=0,0029), PEmáx (p=0,0007) e SNIP (p=0,0030), CVF%pred. (p=0,0014) e VEF1%pred. (p=0,0003) e maior atividade da EMGs em repouso nos músculos SCM (p=0,004), ESC (p=0,009) e RA (p=0,045) e no músculo SCM (p=0,001) durante o sniff teste. CONCLUSÕES: A MRR é sensivel e especifica para identificar atraso no relaxamento dos musculos respiratórios e a função muscular respiratória  encontra-se alterada nos pacientes com DM1.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1545315 - GUILHERME AUGUSTO DE FREITAS FREGONEZI
Externo à Instituição - RAQUEL RODRIGUES BRITTO - UFMG
Interno - 5566309 - VANESSA REGIANE RESQUETI FREGONEZI
Notícia cadastrada em: 03/06/2015 14:30
SIGAA | Superintendência de Informática - | | Copyright © 2006-2022 - UFRN - sigaa13-producao.info.ufrn.br.sigaa13-producao