Banca de QUALIFICAÇÃO: LAIANE SANTOS EUFRÁSIO

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: LAIANE SANTOS EUFRÁSIO
DATA: 10/11/2014
HORA: 10:30
LOCAL: AUDITÓRIO DO DEPATO DE FISIOTERAPIA
TÍTULO:

Alterações de equilíbrio postural e qualidade de vida em mulheres no ciclo gravídico-puerperal


PALAVRAS-CHAVES:

Equilíbrio Postural, qualidade de vida, gestação, pós-parto.


PÁGINAS: 40
GRANDE ÁREA: Ciências da Saúde
ÁREA: Fisioterapia e Terapia Ocupacional
RESUMO:

INTRODUÇÃO: O ciclo gravídico-puerperal causa inúmeras transformações na vida da mulher, sejam elas tanto físicas quanto hormonais, emocionais, sociais. Tais alterações podem afetar o equilíbrio postural e a qualidade de vida dessas mulheres na gravidez, podendo persistir alterações no puerpério. OBJETIVO: Analisar o equilíbrio postural e a qualidade de vida em mulheres na gravidez e no puerpério. METODOLOGIA: Participarão do estudo 50 mulheres participantes do Curso para Gestantes do Departamento de Fisioterapia da UFRN, na gestação e estando de 1 a 8 meses de pós-parto. Nesta qualificação serão apresentados os dados preliminares de 24 mulheres. De todas as voluntárias foi avaliado o equilíbrio postural (Balance Master®), através de cinco testes e a qualidade de vida através do questionário autoaplicável Índice de qualidade de vida de Ferrans & Powers (IQVFP), tanto na gestação quanto no pós-parto. Para análise estatística dos dados foi utilizado o programa software Statistical Package for Social Sciencies for Personal Computer- SPSS (versão 20.0), incluindo ferramentas da estatística descritiva. RESULTADOS PRELIMINARES: A média de idade das mulheres avaliadas foi de 30,04 +/- 4,81 anos, com média de idade gestacional de 21,04 +/- 6,74 semanas e média de 4,96 +/- 2,23 de meses de pós-parto. A metade delas (50%) possui o ensino superior completo, enquanto que 37,5% pós-graduação; a maioria (75%) tem média de renda familiar de mais que 4 salários mínimos; 70,8% são casadas e 83,3% tiveram seus bebês por parto cesárea.  Subjetivamente as mulheres descreveram a qualidade de vida como boa (66,7%), igualmente ao resultado do IQVFP (média de 23,34 na gestação e 23,93 no pós-parto). Já com relação ao equilíbrio postural, a maior ocorrência de alteração de equilíbrio, durante a gestação, foi observada nos testes Rhythmic Weight Shift Test–Controle Direcional Direita/Esquerda (RWS-CDE) 70,8%, Rhythmic Weight Shift Test–Controle Direcional Frente/Trás (RWS-CFT) 83,3%, Unilateral stance–Velocidade de oscilação Esquerda com olhos fechados (US-VEOF) 66,7% e Unilateral stance–Velocidade de oscilação Direita com olhos fechados (US-VDOF) 79,2%. Tais mudanças permaneceram no pós-parto: RWS-CFT (66,7%), US-VEOF (62,5%), US-VDOF (62,5%), estando em maior porcentagem apenas o RWS-CDE (87,5%). Portanto, foi visto que as alterações de equilíbrio presentes na gestação persistem por meses no pós-parto.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 2212151 - ELIZABEL DE SOUZA RAMALHO VIANA
Externo ao Programa - 2446479 - LILIAN LIRA LISBOA
Interno - 2786809 - MARIA THEREZA ALBUQUERQUE BARBOSA CABRAL MICUSSI
Notícia cadastrada em: 22/10/2014 15:52
SIGAA | Superintendência de Informática - | | Copyright © 2006-2022 - UFRN - sigaa18-producao.info.ufrn.br.sigaa18-producao