Banca de QUALIFICAÇÃO: MAYLE ANDRADE MOREIRA

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: MAYLE ANDRADE MOREIRA
DATA: 02/09/2013
HORA: 14:00
LOCAL: AUDITÓRIO DO DEPARTAMENTO DE FISIOTERAPIA
TÍTULO:

Relação entre o perfil do cortisol e a sintomatologia depressiva em idosos residentes na comunidade: Um estudo transversal


PALAVRAS-CHAVES:

cortisol, idoso, sintomatologia depressiva, Brasil


PÁGINAS: 54
GRANDE ÁREA: Ciências da Saúde
ÁREA: Fisioterapia e Terapia Ocupacional
RESUMO:

Objetivos: Analisar a relação entre o perfil do cortisol e a sintomatologia depressiva em uma amostra de idosos da população do Nordeste brasileiro, residentes na comunidade.

Metodologia: Estudo observacional analítico, de caráter transversal, realizado em uma amostra de 256 idosos, acima de 65 anos, residentes na comunidade. A sintomatologia depressiva foi avaliada pela versão brasileira da Center for EpidemiologicStudies-DepressionScalee o perfil do cortisol através das coletas de saliva realizadas ao acordar, 30 minutos após acordar, 60 minutos após acordar, às 15 horas e antes de dormir, além de medidas compostas dessas medidas. Como co-variáveis foram avaliadas condições sociodemográficas e condições de saúde.Para análise das medidas do cortisol entre idosos com e sem presença da sintomatologia depressiva, e entre o sexo, foi realizado o teste t de Student. Para verificar as diferenças entre as medidas do cortisol em cada curva foi utilizada a Análise de Variância (ANOVA) de medidas repetidas, com teste pós-hoc de Bonferroni.

Resultados:Houve diferença significativa apenas para a medida de cortisol salivar realizada ao acordar, entre os idosos com presença e ausência da sintomatologia depressiva. Não houve diferença significativa em relação ao sexo. Na análise entre as medidas de cada curva, foi observado que nos idosos com sintomatologia depressiva a 1ª medida não teve diferença significativa em relação à 2ª e 3ª medida, demonstrando o aspecto plano da curva. Além disso, não houve diferença significativa da 4ª medida em relação à 5ª, o que demonstra um maior nível noturno de cortisol para os idosos com sintomatologia depressiva, sem declínio, com aspecto plano da curva.


MEMBROS DA BANCA:
Externo ao Programa - 009.786.934-18 - ALINE DO NASCIMENTO FALCAO FREIRE - UFRN
Presidente - 1460020 - ALVARO CAMPOS CAVALCANTI MACIEL
Interno - 350637 - RICARDO OLIVEIRA GUERRA
Notícia cadastrada em: 23/08/2013 10:16
SIGAA | Superintendência de Informática - | | Copyright © 2006-2022 - UFRN - sigaa19-producao.info.ufrn.br.sigaa19-producao