Banca de QUALIFICAÇÃO: NICOLE SOARES OLIVER CRUZ

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: NICOLE SOARES OLIVER CRUZ
DATA: 27/08/2013
HORA: 14:00
LOCAL: AUDITÓRIO DO DEPARTAMENTO DE FISIOTERAPIA
TÍTULO:

Análise da Cinética de Gases Respiratórios Durante Diferentes Testes Cardiopulmonares em Obesos Por Telemetria


PALAVRAS-CHAVES:

Obesidade; Teste de Esforço; Consumo de Oxigênio


PÁGINAS: 50
GRANDE ÁREA: Ciências da Saúde
ÁREA: Fisioterapia e Terapia Ocupacional
RESUMO:

Introdução: Sabe-se que obesos possuem uma reduzida capacidade funcional, o que limita as suas atividades de vida diária, entretanto, nada se sabe a respeito do oxigênio consumido (VO2) por esta população durante atividades submáximas de esforço. Objetivo: analisar a cinética dos gases respiratórios durante diferentes testes de esforço cardiopulmonar em indivíduos obesos. Material e Método: estudo de acurácia, onde será avaliada a reprodutibilidade de diferentes testes de esforço (TC6M-Teste Caminhada 6 Minutos e IWST- Incremental Shuttle Walking Test) com o TECP- Teste de Esforço Cardiopulmonar, considerado padrão ouro. A amostra foi de 9 obesas voluntárias. Foi feita avaliação clínica, antropométrica e de adiposidade (IMC, IAC-índice de adiposidade corporal, RCQ-relação cintura-quadril, CQ-circunferênia quadril, CC-circunferência cintura, CP-circunferênia pescoço) e espirométrica (CVF-capacidade vital forçada, VEF1-volume expiratório forçado no 1° segundo, PFE-pico de fluxo expiratório, VVM-ventilação voluntária máxima). Os testes cardiovasculares foram realizados em dias distintos, sendo o TECP (protocolo de Rampa em Esteira), realizado em um primeiro momento e os outros dois testes (TC6M e ISWT) em um segundo dia. Em todos os testes foram tomadas as medidas ventilatórias e metabólicas dos gases expirados (breath-by-breath) com sistema de telemetria (Cortex-Biophysik-Metamax3B). Foi utilizado o software Statistic 9.0 e para todas as análises foi atribuído um valor de 5% para testar as hipóteses. Resultados Preliminares: O IMC das obesas manteve correlação negativa com as distâncias percorridas em ambos os testes de esforço submáximo (ISWT= -0,72 p=0.04; TC6M= -0,82 p=0.01), no ISWT o VO2 apresentou correlação negativa apenas com a medida antropométrica RCQ (-0.75 p=0.03) e correlacionou-se significativamente com a função pulmonar apenas no TC6M (CVF=0.91 p=0.02; VEF1=0.90 p=0.02; VVM= 0.84 p=0.009).


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1149619 - SELMA SOUSA BRUNO
Interno - 2566849 - WOUBER HERICKSON DE BRITO VIEIRA
Externo à Instituição - VANESSA REGIANE RESQUETI - UFPE
Notícia cadastrada em: 23/08/2013 09:45
SIGAA | Superintendência de Informática - | | Copyright © 2006-2022 - UFRN - sigaa24-producao.info.ufrn.br.sigaa24-producao