Banca de QUALIFICAÇÃO: LEONARDO DIEGO DA SILVA SILVEIRA

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : LEONARDO DIEGO DA SILVA SILVEIRA
DATA : 02/09/2020
HORA: 15:00
LOCAL: Plataforma Google meet
TÍTULO:

 O TRABALHO DOS/AS ASSISTENTES SOCIAIS NOS TERRITÓRIOS DA ATENÇÃO PRIMÁRIA À SAÚDE


PALAVRAS-CHAVES:

Palavras-chave: Trabalho do/a assistente social; Território; Atenção Primária à Saúde;


PÁGINAS: 111
RESUMO:

O projeto de dissertação ora apresentado possui como objetivo analisar o trabalho dos/as assistentes sociais nos territórios da Atenção Primária à Saúde (APS), a partir da realidade do município de Mossoró/RN. Assim, pretende-se estudar a relação entre o território e o trabalho dos/as assistentes sociais nesse nível de atenção à saúde, com a intenção de discutir como se desenvolve o trabalho profissional perante as demandas, requisições e particularidades advindas do espaço territorial da atenção primária. Delimitou-se por estudar a relação trabalho profissional e território da APS devido o entendimento de que é por meio do território que se organiza todos os processos de trabalho em saúde nesse nível de atenção, incluindo o trabalho dos/as assistentes sociais. Na atenção primária à saúde, o território é uma categoria central para o trabalho dos diferentes profissionais que compõe as equipes de trabalho, pois os serviços e ações que são ofertados são organizados mediante uma base territorial determinada geograficamente numa região ou município, as quais exprimem necessidades em saúde de acordo com as diferentes realidades locorregionais e sanitárias. Diante disso, partimos do pressuposto de que o território na APS, por ser um elemento vivo, dinâmico, em constante movimento, algo que produz e reproduz as relações sociais no cotidiano, espaço onde se repercutem as expressões da questão social, além de ser uma categoria fundamental para análise do estado de saúde dos sujeitos sociais, é um lócus estratégico para a efetivação do trabalho dos/as assistentes sociais na saúde. Todavia, dada as imprecisões no que refere a apreensão da categoria território na sociabilidade contemporânea, interpretações acríticas podem surgir, provocando reducionismos acerca da categoria, que ao invés de ser entendida de maneira crítica, reflexiva e totalitária, acaba sendo interpretada como um instrumento burocrático, tecnicista e funcionalista à efetivação das políticas, dentre elas a saúde. Isto posto, nosso problema central de investigação se concentra na seguinte pergunta: de que maneira se expressa e se desenvolve o trabalho profissional dos/as assistentes sociais diante dos territórios das Unidades Básicas de Saúde (UBS) do munícipio de Mossoró/RN? Como procedimentos teórico-metodológicos, optamos por desenvolver um estudo de natureza qualitativa, do tipo bibliográfica, documental e de campo, alicerçado no materialismo histórico-dialético. A população do estudo será formada pelos/as assistentes sociais inseridos/as nas UBS da zona urbana de Mossoró, perante recorte amostral de 12 (doze) profissionais, 3 (três) de cada distrito sanitário do município: norte, sul, leste e oeste. A escolha dos/as profissionais ocorrerá pela técnica de amostragem probabilística aleatória simples e os instrumentos privilegiados para coleta de dados de campo será o questionário e a entrevista semiestruturada. A partir disso, pretendemos contribuir com a discussão sobre o trabalho dos/as assistente sociais na Atenção Primária à Saúde, em especial, no trabalho desenvolvido nos territórios desse nível de atenção. Outrossim, esperamos que o estudo possa colaborar com o debate crítico, apontando reflexões sobre este tema no meio acadêmico, na sociedade, tal como na categoria profissional. 


MEMBROS DA BANCA:
Interna - 1958916 - EDLA HOFFMANN
Interna - 2363499 - ELIANA ANDRADE DA SILVA
Interno - 1149547 - ROBERTO MARINHO ALVES DA SILVA
Externa à Instituição - IANA VASCONCELOS MOREIRA ROSADO - UERN
Notícia cadastrada em: 25/08/2020 12:55
SIGAA | Superintendência de Informática - | | Copyright © 2006-2020 - UFRN - sigaa22-producao.info.ufrn.br.sigaa22-producao