Banca de DEFESA: ROVENA CLARA GALVAO J ENGELBERTHH

Uma banca de DEFESA de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: ROVENA CLARA GALVAO J ENGELBERTHH
DATA: 21/06/2013
HORA: 14:00
LOCAL: Sala de aula da Pós Graduação em Psicobiologia
TÍTULO:

EFEITOS DA SENESCÊNCIA NO NÚCLEO SUPRAQUIASMÁTICO DO SAGUI (Callithrix jacchus): PLASTICIDADE MORFOLÓGICA E NEUROQUÍMICA.


PALAVRAS-CHAVES:

Envelhecimento, NSQ, imunoistoquímica, morfometria, mudanças morfológicas e neuroquímicas Callithrix jacchus .


PÁGINAS: 100
GRANDE ÁREA: Ciências Humanas
ÁREA: Psicologia
RESUMO:

O sistema de temporização circadiana (STC) é responsável pela geração e sincronização dos ritmos circadianos e o núcleo supraquiasmático (NSQ) do hipotálamo tem sido descrito como o principal marca-passo circadiano em diversas espécies de mamíferos. A organização temporal interna comandada pelo NSQ é perturbada com o avanço da idade trazendo inúmeros transtornos patológicos que vão desde a perda do desempenho cognitivo complexo a funções fisiológicas simples. Portanto, nosso objetivo foi fazer um estudo comparativo dos aspectos morfológicos e da composição neuroquímica no NSQ de saguis (Callithrix jacchus) adultos e idosos através de técnicas imunoistoquímica. Encontramos modificações morfométricas e neuroquímicas no NSQ de animais idosos quando comparado aos adultos, dentre essas uma possível diminuição da projeção da retina ao NSQ de animais idosos, encontrada através da diminuição na imunomarcação a CTB, que pode ocorrer devido uma atrofia e/ou diminuição nas fibras provenientes do tracto retinohipotalâmico (TRH). A técnica histológica de Klüver-Barrera sugere realmente haver uma diminuição dessas fibras que do TRH. Também é visto, através de um estudo morfométrico, diminuição e atrofia no número de neurônios do NSQ de animais idosos, investigados por meio da técnica de Nissl, imunomarcação a NeUN e a calbindina. Análises por densidade óptica relativa (DOR) auxiliaram na avaliação da expressão de alguns componentes neuroquímicos do NSQ, como a expressão de GFAP, que foi aumentada em idosos, dado que indiretamente reforça estar ocorrendo alterações morfológicas decorrentes do envelhecimento; o polipetídeo intestinal vasoativo (VIP) que não mostrou alteração na sua expressão no NSQ de aniamis idosos, a serotonina (5-HT) que se mostrou diminuída na porção dorsomedial do NSQ, e o neuropeptídeo Y que aparentemente também diminuiu sua expressão em decorrência do aumento da idade. Várias dessas modificações foram vistas em outros animais roedores, primatas humanos e não humanos, o sagui vem adicionar novas informações sobre o efeito do envelhecimento nas estruturas responsáveis pela ritmicidade circadiana e que algumas alterações comportamentais comandadas pelo STC e vistas em animais idosos podem ser provocadas por essas mudanças morfológicas e neuroquímicas. Embora alguns resultados tenham sido quantitativamente negativos, qualitativamente todas as análises mostram substâncial mudança ao se comparar animais adultos e idosos, talvez em decorrência de um baixo número de amostragem. Em conclusão, o sagui mostra inúmeras alterações morfológicas e neuroquímicas no NSQ de animais idosos quando comparado aos adultos, o que podem resultar em alterações comportamentais que favorecem patologias  relacionadas ao envelhecimento.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 1645202 - ELAINE CRISTINA GAVIOLI
Presidente - 2351800 - JEFERSON DE SOUZA CAVALCANTE
Externo à Instituição - JOSE RONALDO DOS SANTOS - UFS
Interno - 7346484 - MIRIAM STELA MARIS DE OLIVEIRA COSTA
Externo à Instituição - ROELF JUSTINO CRUZ-RIZZOLO - UNESP
Notícia cadastrada em: 04/06/2013 11:47
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - (84) 3342 2210 | Copyright © 2006-2024 - UFRN - sigaa01-producao.info.ufrn.br.sigaa01-producao