Banca de DEFESA: MARCIA PEREIRA JORGE

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: MARCIA PEREIRA JORGE
DATA: 03/05/2013
HORA: 14:30
LOCAL: Sala da Pós Graduação em Psicobiologia
TÍTULO:

INFLUÊNCIA DA PRÁTICA DE YOGA SOBRE OS SINTOMAS DA MENOPAUSA


PALAVRAS-CHAVES:

Yoga, Menopausa, Estresse, Depressão, Qualidade de Vida


PÁGINAS: 65
GRANDE ÁREA: Ciências Humanas
ÁREA: Psicologia
RESUMO:

           O yoga tem sido estudado e praticado há mais de três mil anos e na atualidade tem sido adotado por milhões de pessoas em todo o mundo como instrumento para a manutenção da saúde do indivíduo. Ao seu conjunto de técnicas têm sido atribuídos inúmeros benefícios para a reabilitação da saúde e promoção de melhor qualidade de vida de indivíduos idosos.

            Na mulher, o processo de envelhecimento é marcado pela suspensão da atividade folicular ovariana (menopausa) caracterizado por uma série de alterações neuroendócrinas que podem ser acompanhadas por sintomas desconfortáveis e às vezes debilitantes. Embora haja numerosas informações clínicas sobre a menopausa, há poucos trabalhos sobre a possível aplicação terapêutica do yoga durante o período do climatério. Assim, o objetivo desta pesquisa foi investigar os efeitos psicofisiológicos de 12 semanas de prática de yoga em 88 mulheres pós-menopausa. As voluntárias foram divididas em grupo controle (sem qualquer intervenção), grupo exercício físico e grupo yoga. Foram aplicados instrumentos para a avaliação da síndrome climatérica, estresse, depressão, qualidade de vida, e ansiedade. Além, da determinação dos níveis hormonais de FSH, LH, estradiol, progesterona2 e cortisol, e dos níveis bioquímicos de glicemia, colesterol, triglicerídeos, HDL, LDL, ureia, creatinina, TGO e TGP. Nossos resultados demonstraram que o grupo yoga apresentou escores significativamente mais baixos após a prática regular de yoga para os sintomas climatéricos. Além de uma diminuição dos níveis de estresse e de depressão, ainda foi observado escores mais altos em relação a qualidade de vida quando comparado com o grupo controle e o grupo exercício. A prática regular também promoveu a manutenção dos níveis de cortisol nas voluntárias, ao contrário do observado no grupo controle que demonstrou um aumento dos níveis de cortisol após 12 semanas. Em relação aos parâmetros bioquímicos observamos que mulheres que praticaram yoga apresentaram uma diminuição dos níveis de LDL no sangue. Estes resultados corroboram estudos prévios que afirmam que a pratica regular de yoga promove uma melhora na qualidade de vida de indivíduos. Nós propomos a partir dos resultados obtidos que o yoga pode ser uma alternativa não farmacológica para a manutenção de sintomas da menopausa e estresse em mulheres na pós-menopausa.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 2527496 - ALESSANDRA MUSSI RIBEIRO
Externo ao Programa - 6350302 - ANDREA CAMARA VIANA VENANCIO AGUIAR
Externo à Instituição - PATRICIA UCHOA LEITAO CABRAL - UESPI
Notícia cadastrada em: 19/04/2013 09:40
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - (84) 3342 2210 | Copyright © 2006-2024 - UFRN - sigaa03-producao.info.ufrn.br.sigaa03-producao