Banca de DEFESA: RAUL FERNANDES DANTAS DE SALES

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: RAUL FERNANDES DANTAS DE SALES
DATA: 27/03/2013
HORA: 09:00
LOCAL: Sala de aula da Pós Graduação em Psicobiologia
TÍTULO:

Ecologia alimentar e comportamento de forrageamento de Ameivula aff. ocellifera (Squamata: Teiidae) em área de Caatinga do Nordeste do Brasil.


PALAVRAS-CHAVES:

Artrópodes; Lagartos; Largura de nicho; Ontogenia; Plasticidade comportamental; Sazonalidade; Tamanho do corpo.


PÁGINAS: 100
GRANDE ÁREA: Ciências Humanas
ÁREA: Psicologia
RESUMO:

Este estudo investigou a influência de fatores intrínsecos e extrínsecos sobre a ecologia alimentar e o comportamento de forrageamento do lagarto “cauda-de-chicote” (whiptailAmeivula aff. ocellifera, uma espécie nova com ampla distribuição na Caatinga, e que está em fase de descrição. Em atendimento aos objetivos, a Dissertação foi estruturada na forma de dois capítulos, os quais correspondem a artigos científicos, um já publicado e o outro a ser submetido à publicação. No Capítulo 1 são analisadas a composição geral da dieta, a relação entre o tamanho corporal dos lagartos e o tamanho das presas consumidas, e a ocorrência de diferenças sexuais e ontogenéticas na dieta. O Capítulo 2 contempla a composição da dieta em termos sazonais, durante duas estações chuvosas intercaladas por uma estação seca, e análise quantitativa do comportamento de forrageamento durante dois períodos distintos. A composição da dieta foi identificada através da análise do conteúdo estomacal de lagartos (N = 111) coletados mensalmente por busca ativa entre setembro de 2008 e agosto de 2010, na Estação Ecológica do Seridó (ESEC Seridó), estado do Rio Grande do Norte. O comportamento de forrageamento foi investigado durante um mês chuvoso e um mês seco do ano de 2012 também na ESEC Seridó, avaliando-se a porcentagem do tempo gasta em movimento (PTM), o número de movimentos por minuto (MPM) e taxa de captura de presas pelos lagartos (N = 28) durante o forrageamento. A principal categoria de presa na dieta de Ameivula aff. ocellifera foi Larvas de insetos, seguido por Orthoptera, Coleoptera e Araneae. Térmitas (Isoptera) foram importantes somente em número, com contribuição volumétrica desprezível (<2%) e baixa frequência de ocorrência, um traço incomum entre os lagartos whiptails. Machos e fêmeas não diferiram nem na composição da dieta nem no comportamento de forrageamento. Adultos e juvenis se alimentaram de categorias de presa similares, mas diferiram no tamanho das presas. Os tamanhos máximo e mínimo das presas foram positivamente correlacionados com o tamanho dos lagartos, sugerindo que na população estudada os indivíduos sofrem uma mudança ontogenética na dieta, consumindo itens alimentares maiores à medida que crescem, e ao mesmo tempo excluindo presas menores. A dieta apresentou diferenças sazonais significativas; durante as duas estações chuvosas (2009 e 2010), as presas predominantes na dieta foram Larvas de inseto, Coleoptera e Orthoptera, enquanto na estação seca as presas predominantes foram Larvas de inseto, Hemiptera, Araneae e Orthoptera. O grau de mobilidade das presas consumidas durante as estações chuvosas foi menor, principalmente devido ao maior consumo de larvas (presas altamente sedentárias) durante esses períodos. A largura de nicho da população foi maior na estação seca, confirmando a predição teórica de que quando o alimento é escasso, as dietas tendem a ser mais generalizadas. Considerando a amostra total, Ameivula aff.ocellifera apresentou 61,0 ± 15,0% PTM, 2,03 ± 0,30 MPM, e capturou 0,13 ± 0,14 presas por minuto. O modo de forrageamento foi similar ao encontrado para outros lagartos whiptails quanto a PTM, mas MPM foi relativamente superior. Diferenças sazonais foram verificadas quanto a PTM, que foi significativamente maior na estação chuvosa (66,4 ± 12,1) que na estação seca (51,5 ± 15,6). É possível que essa diferença represente um ajuste comportamental em resposta à variação sazonal na abundância e tipos de presas disponíveis no ambiente nas diferentes estações.


MEMBROS DA BANCA:
Externo ao Programa - 1879211 - BRUNO CAVALCANTE BELLINI
Externo à Instituição - EDUARDO JOSÉ DOS REIS DIAS - UFS
Presidente - 1121066 - ELIZA MARIA XAVIER FREIRE
Notícia cadastrada em: 13/03/2013 18:01
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - (84) 3342 2210 | Copyright © 2006-2024 - UFRN - sigaa06-producao.info.ufrn.br.sigaa06-producao