Banca de DEFESA: PEDRO GABRIEL PEIXOTO HONORATO DOS SANTOS

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : PEDRO GABRIEL PEIXOTO HONORATO DOS SANTOS
DATA : 20/06/2024
HORA: 09:00
LOCAL: Sala de Aula do PPG em Psicobiologia/online
TÍTULO:

AFINANDO O TOM: ONTOGENIA VOCAL EM Callithrix jacchus JUVENIS


PALAVRAS-CHAVES:

calitriquídeo. sinal. comunicação. chamado. selvagem


PÁGINAS: 65
RESUMO:

Os saguis-de-tufo-branco (Callithrix jacchus) são uma espécie de primata neotropical nativa
do nordeste do Brasil, ocupando da Caatinga à Mata Atlântica e com muitas características
biológicas e sociais parecidas com os humanos, possuindo um sistema de reprodução cooperativo e
hábitos gregários, aliado a um amplo repertório vocal. Além de serem alvos de interesse de
pesquisas biomédicas pela biologia similar e a facilidade de serem mantidos em cativeiro,
recentemente as vocalizações desses animais vêm sendo muito estudadas com evidências crescentes
de mecanismos de aprendizagem e plasticidade vocal. Entretanto, escassos estudos avaliam o
contexto natural em que elas ocorrem na espécie e a maioria deles se concentra nas fases da infância
e adulta dos animais. Nossa pesquisa investigou as variações nos parâmetros vocais de quatro tipos
de vocalizações em saguis juvenis ao longo de seis meses, em um ambiente natural. Comparamos
essas variações com as vocalizações de saguis adultos, buscando compreender a ontogenia desses
indivíduos e o contexto social da utilização dos chamados. Nós não observamos variações
significativas nos parâmetros das vocalizações analisadas nos juvenis ao longo do estudo, nem
influências perceptíveis de um mecanismo de reforço por feedback vocal para os indivíduos jovens.
Entretanto, observamos diferenças entre valores de frequências de “cry” e “phee” entre juvenis e
adultos, com uma tendência de aproximação das médias de juvenis em direção às de adultos.
Nossos dados confirmam também a presença de vocalizações da fase infante até a fase adulta nos
saguis e mostram variações nas frequências de uso e contexto observadas de todas as vocalizações.
Estas variações sutis e graduais em parâmetros vocais e no uso de vocalizações nos saguis juvenis
sugerem que apesar de um perfil vocal que pode ser largamente explicado pelo desenvolvimento
biológico as experiências sociais devem ser importantes para a maturação e contextualização das
principais vocalizações dos saguis.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1149552 - ARRILTON ARAUJO DE SOUZA
Interna - 1863735 - RENATA SANTORO DE SOUSA LIMA
Externa à Instituição - SELENE SIQUEIRA DA CUNHA NOGUEIRA - UESC-BA
Notícia cadastrada em: 27/05/2024 11:28
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - (84) 3342 2210 | Copyright © 2006-2024 - UFRN - sigaa14-producao.info.ufrn.br.sigaa14-producao