Banca de DEFESA: UBALDO ENRIQUE RODRIGUEZ DE AVILA

Uma banca de DEFESA de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : UBALDO ENRIQUE RODRIGUEZ DE AVILA
DATA : 09/08/2019
HORA: 09:00
LOCAL: Sala Darwin
TÍTULO:

Introdução: A atenção é considerada um processo psicológico que suporta toda a cognição. Medir a atenção em um contexto natural de aprendizagem (sala de aula), usando métodos objetivos e não-invasivos, fácil de usar e com rigor científico, para entender como ela se comporta ao longo do tempo e como é modulada pelas características individuales dos estudantes, tornou-se um desafio para professores e pesquisadores. Hoje sabe-se que a Atenção Sustentada pode ser medida por meio da atividade autonômica da Variabilidade da Frequência Cardíaca (VFC). Objetivos: Desenhar e validar um sistema de detecção da Atenção Sustentada a partir da VFC (ADS-VHR1). Detectar o comportamento da VFC a partir dos domínios de tempo, da frequência e medidas não lineares, ao longo de 60 minutos na sala de aula. Verificar se a Atenção Sustentada pode ser modulada por características individuais da Personalidade, da Emoção e do Cronotipo em universitários. Método: 12 sistemas ADS-VHR1 foram validados, utilizando segmentos longos de gravações dos Pulsos Cardíacos em não mais de 10 minutos de tempo, pareado ao um sistema padrão, em uma amostra aleatória simples, com três voluntários do sexo masculino. Posteriormente, em uma amostra de 30 alunos de graduação em Enfermagem e Fisioterapia, com uma idade média de 25±6.951, os Pulsos Cardíacos foram registrados em um tempo de 60 minutos para 4 sessões de classe. Posteriormente, utilizando um procedimento não paramétrico, verificou-se como a estrutura psicológica dos alunos modula a Atenção Sustentada na Sala de Aula. Resultados: Na análise exploratória para a validação do ADS-VHR1, foi encontrado um coeficiente de correlação cruzada de r=0,569 até r=0,996; uma correlação cruzada intraclasse de CCI=0,605 até CCI=0,998 e um Alpha de Cronbach de α=0,61 até α=0,99. A correspondência entre os sistemas pareados é confirmada por uma análise de variância. Por outro lado, foi observada diferença significativa na VFC na série temporal na janela de observação de 60 minutos em todos os parâmetros (no domínio do Tempo, da Frequência e medidas Não-linear), com uma redução sistemática na Frequência Cardíaca dos primeiros 15 minutos até o final das aulas. Ao mesmo tempo, não houve diferença significativa intra-grupo em nenhuma medida psicológica, associada à VFC. No entanto, para Cronotipo, no minuto 40, houve diferença significativa na banda de Alta Frequência [χ²=9,853(3), p=0,02]; foi verificada diferença significativa entre os grupos Vespertino e Matutino [H=-20,1 (DV=-2,73), p=0,038]. Conclusões: Foi demonstrada a validade e confiabilidade do ADS-VHR1 para o que foi projetado. Conclui-se que o tempo de Atenção Sustentada nos universitários tem uma ativação fisiológica importante nos primeiros 15 minutos da aula. Verificou-se também que o Cronotipo modula, embora de forma difusa, a Atenção Sustentada nos estudantes universitários em sala de aula. Recomenda-se continuar com os estudos.


PALAVRAS-CHAVES:

Atenção sustentada; Variabilidade da Frecuência Cardíaca; Personalidade; Emoção; Cronotipo; Estudantes.


PÁGINAS: 130
RESUMO:

É uma preocupação constante de todas as instituições educacionais de todos os níveis compreender os mecanismos envolvidos nos processos de Ensino-Aprendizagem (Mokhtar-Noriega et al, 2016), principalmente nas interações psicobiológicas dos contextos aplicados. Entendendo que Atenção é um processo de resposta seletiva a um estímulo ou variedade de estímulos, crucial para uma aprendizagem efetiva. A presente pesquisa propõe que a atividade autonômica não desempenha um papel específico na aprendizagem; mas representa um estado fisiológico que garanti a eficiência dos processos cognitivos, da aprendizagem e também nas respostas emocionais. Assim, consideramos que a VFC (Variabilidade da Frequência Cardíaca) como uma medida da resposta autonômica, possa ser um indicador, que pode ser utilizada para avaliar de maneira objetiva, da atenção sustentada e indiretamente uma medida da eficiência do processo de ensino e aprendizagem. Assim, o objetivo geral do estudo é: Testar a hipótese teórica de que a resposta autonômica medida pela VFC corresponde ao tempo de atenção sustentada durante o processo de aprendizagem nos estudantes em sala de aula e como esssa atenção pode ser modulada pela personalidade, a emoção e o cronotipo. Objetivos específicos: 1). Descrever Variabilidade da Frequência Cardíaca nos domínios de tempo, de frequência e índices não lineares do tempo de atenção sustentada durante uma aula em estudantes universitários. 2). Identificar a relação entre os domínios de tempo, de frequência e índices não lineares da Variabilidade da Frequência Cardíaca e a Personalidade, a Emoção e Cronotipo em estudantes universitários.


MEMBROS DA BANCA:
Interna - 1199136 - CAROLINA VIRGINIA MACEDO DE AZEVEDO
Externa ao Programa - 2420099 - IVANISE CORTEZ DE SOUSA GUIMARAES
Presidente - 1216466 - JOHN FONTENELE ARAUJO
Externa à Instituição - KATHIANE DOS SANTOS SANTANA
Externo à Instituição - RAPHAEL BENDER CHAGAS LEITE - UFRN
Notícia cadastrada em: 02/07/2019 14:04
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - (84) 3342 2210 | Copyright © 2006-2024 - UFRN - sigaa09-producao.info.ufrn.br.sigaa09-producao