Banca de QUALIFICAÇÃO: PAULO LEONARDO ARAÚJO DE GÓIS MORAIS

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : PAULO LEONARDO ARAÚJO DE GÓIS MORAIS
DATA : 14/12/2017
HORA: 09:00
LOCAL: Sala do PPG em Biologia Estrutural e Funcional
TÍTULO:
Cito e mieloarquitetura do complexo amigdalóide, projeções pulvino estriatal e pulvino amigdalóide do sagui (Callithrix jacchus)

PALAVRAS-CHAVES:

Complexo amigdaloide, Delimitação nuclear, Citoarquitetura, mieloarquitetura, Sagui


PÁGINAS: 57
RESUMO:

O complexo amigdalóide (CA) é uma região localizada no lobo temporal medial em primatas, sendo uma estrutura heterogênea quanto a sua anatomia, fisiologia e rede neural, composta por vários núcleos e regiões corticais envolvidas em diversas funções. Os trabalhos de delimitação nuclear do CA realizados a partir de cortes de Nissl foram complementando dados de trabalhos que utilizaram outros tipos de marcadores, classificando as áreas do CA em Núcleos profundos, Núcleos superficiais e Núcleos remanescentes. Além da grande quantidade de núcleos, o CA é repleto de substância branca, responsável pela entrada e saída de informações para outras áreas do sistema nervoso, bem como de informações intrínsecas do CA. Conhecer detalhadamente as características citoarquitetônicas e citoquímicas dos núcleos (e suas subdivisões) permitirá aprofundar o conhecimento sobre o CA. Para tal, utilizamos o Sagui, animal experimental que vem sendo bastante explorado na área de neurociências, que ainda carece de um estudo detalhado sobre a anatomia do CA. Temos como objetivos: Delimitar as estruturas do CA do sagui, através de características Cito e mieloarquitetônicas. Foram utilizadas as técnicas de Nissl, Acetilcolinesterase e método de gallyas, conferindo características citoarquitetônicas, histoquímicas e de revelação de tractos mielínicos, respectivamente, afim de conhecer detalhadamente o CA de modo a auxiliar no estudo da projeção do núcleo pulvinar medial para o CA. Encontramos um total de 13 núcleos no CA, sendo 4 do grupo de núcleos profundos (lateral, basal, acessório basal e paralaminar) 5 áreas superficiais (Cortical anterior, Cortical posterior, núcleo tracto olfatório lateral, córtex periamigdaloide, núcleo medial) e 4 remanescentes (central, área amigdaloide anterior, transição amigdalo hipocampal e núcleos intercalados), além de 2 subdivisões do córtex entorrinal. Quanto à mieloarquitetura, encontramos e nomeamos feixes de fibras localizados entre os núcleos profundos, separando os das áreas corticais e atravessando o núcleo central. As posições e características desses feixes e núcleos são bastante semelhantes aos encontrados em estudos com outros primatas, sugerindo preservação filogenética e anatômica do CA. Esse estudo detalhado da anatomia do CA será utilizado no estudo sobre as projeções do núcleo pulvinar medial do tálamo, que possui projeção para o CA do sagui, contribuindo também para estudos anatômicos das projeções do tálamo para o CA. Outro objetivo da tese é o estudo da projeção deste núcleo ao estriado.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 4363493 - EXPEDITO SILVA DO NASCIMENTO JUNIOR
Externo ao Programa - 1076490 - FERNANDO VAGNER LOBO LADD
Interno - 2351800 - JEFERSON DE SOUZA CAVALCANTE
Notícia cadastrada em: 13/12/2017 15:22
SIGAA | Superintendência de Informática - (84) 3215-3148 | Copyright © 2006-2018 - UFRN - sigaa11-producao.info.ufrn.br.sigaa11-producao