Banca de QUALIFICAÇÃO: PAULYANNA MEDEIROS DE ARAÚJO

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : PAULYANNA MEDEIROS DE ARAÚJO
DATA : 08/08/2016
HORA: 08:30
LOCAL: Sala de Aula da Pós-Graduação em Psicobiologia
TÍTULO:

Influência do temperamento de bovinos da raça Gir e bubalinos da raça Murrah sobre produção e composição do leite


PALAVRAS-CHAVES:

Bovino, bubalino, leite, ordenha, comportamento, produção.


PÁGINAS: 83
RESUMO:

Os estudos referentes ao comportamento animal têm aumentado muito nos últimos anos, e são importantes pois permitem melhor compreensão das causas que norteiam as ações dos animais e permitem um melhor planejamento na implantação de sistemas de produção mais eficientes. Somando-se a isso, o bem-estar animal vem recebendo crescente atenção nos meios técnico, científico e acadêmico. Os principais motivos que levam as pessoas a se preocuparem com o bem-estar de animais de fazenda são inquietações de origem ética, o efeito potencial que este possa ter na produtividade e na qualidade dos alimentos e as conexões entre bem-estar animal e comercialização internacional de seus produtos de origem animal. O estudo do bem-estar mostra-se complexo visto que contempla diferentes aspectos relacionados à saúde e ao comportamento animal, bem como as interações que ocorrem entre esses aspectos. A pecuária leiteira é um setor da produção animal no qual a interação homem-animal é de fundamental importância devido ao contato que se estabelece diariamente na execução das atividades de rotina. Dentre os fatores que afetam o comportamento dos bovinos e bubalinos, destacam-se a alimentação, o clima e o sistema de produção adotado. Para animais em lactação, o número de ordenhas, a produção e o horário das ordenhas são condições determinantes em seus padrões de comportamento. Atualmente, o Gir leiteiro é a segunda raça em controle leiteiro oficial no Brasil, sendo a primeira raça leiteira brasileira e zebu do mundo. A raça Gir se consolidou como raça adaptada às condições do Brasil tropical, com bons resutados produtivos. A raça Gir, assim como as demais raças zebuínas, tolera temperaturas ambientais mais altas, podendo ser manejadas em regiões que apresentam estas temperaturas sem grande comprometimento da produção leiteira. Em relação aos bubalinos, um dos principais pontos a se destacar deste animal é o fato de que o custo de produção em modo geral não se distancia tanto do custo com bovinos, além da grande adaptabilidade a praticamente qualquer tipo de clima. No Brasil são reconhecidas quatro raças, sendo a raça Murrah utilizada nesta pesquisa. Os bubalinos Murrah podem ser criados nas mais diversas condições climáticas, muitas vezes apresentando-se como uma opção para o aproveitamento de áreas da propriedade às quais os bovinos não se adaptam. O leite bubalino possui uma composição diferenciada em relação ao leite bovino, e proporciona uma produção de derivados com alto valor comercial. Neste trabalho, os bovinos Gir e os bubalinos Murrah foram expostos a dois tipos de ordenhas distintas, ordenha manual e posteriormente ordenha mecânica tandem para o Gir, e ordenha mecânica espinha de peixe e posteriormente ordenha mecânica carrossel para o bubalino Murrah. A alteração na rotina de ordenha e a mudança no tipo de ordenha utilizada pode trazer alterações comportamentais, com influência na produtividade. O objetivo deste trabalho é descrever a expressão  comportamental durante a rotina de ordenha em vacas leiteiras da raça Gir e em búfalas leiteiras da raça Murrah e identificar possíveis alterações nas características produtivas e nutricionais do leite.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1350337 - FIVIA DE ARAUJO LOPES
Externo à Instituição - JÓRIA LEILANE DE ALBUQUERQUE PAULO - NENHUMA
Interno - 350638 - MARIA DE FATIMA ARRUDA DE MIRANDA
Notícia cadastrada em: 01/08/2016 10:56
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - (84) 3342 2210 | Copyright © 2006-2024 - UFRN - sigaa01-producao.info.ufrn.br.sigaa01-producao