Banca de QUALIFICAÇÃO: CHRISTIAN CAMILO GARCÍA LÓPEZ

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: CHRISTIAN CAMILO GARCÍA LÓPEZ
DATA: 28/03/2016
HORA: 10:00
LOCAL: Sala de Aula da Pós-Graduação em Psicobiologia
TÍTULO:

Livre-arbítrio? Aspectos neuroendócrinos e psicológicos que influenciam o processo de tomada de decisão sob risco


PALAVRAS-CHAVES:

Testosterona, cortisol, proporção 2D:4D, tomada de decisões, decisões arriscadas.


PÁGINAS: 38
GRANDE ÁREA: Ciências Humanas
ÁREA: Psicologia
RESUMO:

O processo de tomada de decisão com risco é influenciado pelos níveis sistêmicos de cortisol e, provavelmente, pelos efeitos organizacional e ativacional de testosterona. Tem sido também observado que diferentes fatores alteram a expressão do comportamento de tomada de decisão, entre eles sexo, contexto social e desordens do humor. Adicionalmente, algumas razões para a discrepância nos resultados encontrados parece envolver o tipo de tarefa utilizada nos testes (loterias ou jogos de azar) e poucos estudos avaliaram o processo de tomada de decisão em situações cotidianas. Para entender melhor este comportamento, neste estudo, participarão 60 estudantes universitários, do sexo masculino, entre os 21 e 30 anos de idade. Como teste de análise de risco será utilizado o Columbia card task (CCT) que informa o comportamento de risco e escala de propensão ao risco (EPR) para medir a atitude em relação a diferentes situações que apresentam risco potencial. Os participantes também serão submetidos a duas coletas de sangue, a primeira para determinar os níveis basais de testosterona e cortisol antes dos procedimentos experimentais, e a segunda para analisar as concentrações desses hormônios após a realização do CCT. Além disso, será calculada a proporção 2D:4D para aferir, indiretamente, os níveis de testosterona pré-natal e solicitado aos participantes para responder os questionário de depressão de Beck ( Beck depression inventory - BDI) e o de ansiedade–traço (State-Trait anxiety inventory STAI), para avaliar se as respectivas pontuações influenciam o processo de tomada de decisões. Os objetivos do estudo investigarão (i) se a interação entre testosterona e cortisol basal estará relacionada positivamente com a tomada de risco quando os níveis de testosterona se apresentarem elevados em associação com baixos níveis de cortisol, ou o padrão inverso, onde o comportamento de risco ocorrerá com altos níveis de cortisol a baixos níveis de testosterona; (ii) se os participantes com níveis mais elevados de testosterona pré-natal (baixa proporção 2D:4D) irão apresentar traços de maior risco, com uma pontuação maior no EPR. A análise estatística será realizada com os testes de regressão linear múltipla unicaudal com 4 fatores para a primeira hipótese e regressão linear múltipla unicaudal com 3 fatores para a segunda hipótese. Os resultados serão considerados significativos para o valor de P < 0,05.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 1199136 - CAROLINA VIRGINIA MACEDO DE AZEVEDO
Presidente - 6346130 - MARIA BERNARDETE CORDEIRO DE SOUSA
Notícia cadastrada em: 16/03/2016 11:06
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - (84) 3342 2210 | Copyright © 2006-2024 - UFRN - sigaa12-producao.info.ufrn.br.sigaa12-producao