Banca de DEFESA: FELIPE PORTO FIUZA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: FELIPE PORTO FIUZA
DATA: 27/03/2015
HORA: 14:00
LOCAL: Sala de Aula da Pós-Graduação em Psicobiologia
TÍTULO:

Efeitos da senescência no folheto intergeniculado do tálamo de ratos: considerações morfológicas e neuroquímicas.


PALAVRAS-CHAVES:

Sistema de Temporização Circadiana. Envelhecimento. Citoarquitetura. Imunoistoquímica. Projeção Retiniana.


PÁGINAS: 101
GRANDE ÁREA: Ciências Humanas
ÁREA: Psicologia
RESUMO:

O Sistema de Temporização Circadiana (STC), em roedores, é composto por estruturas neurais interligadas como o núcleo supraquiasmático (NSQ) do hipotálamo, o folheto intergeniculado (FIG) do tálamo, vias sincronizadoras e efetores comportamentais. O NSQ tem sido descrito como o principal marca-passo circadiano em diversas espécies de mamíferos enquanto que o FIG parece estar envolvido na integração de informações fóticas e não-fóticas retransmitindo-as ao NSQ. O STC, como um todo, permite que o organismo tenha uma organização temporal interna ordenada, o que propicia a execução adequada dos mecanismos fisiológicos e comportamentais trazendo homeostasia para o organismo. No entanto, essa estabilidade é perturbada com o avanço da idade trazendo inúmeros transtornos patológicos que vão desde a perda de funções fisiológicas simples à diminuição no desempenho cognitivo, sendo assim fundamental a compreensão dos efeitos da senescência sobre os componentes deste sistema. Tendo isso em vista, é proposto nesse estudo verificar se há mudanças neuroquímicas, citoarquitetônicas e de aferências retinianas no FIG com o envelhecimento e suas possíveis implicações morfofuncionais. Para isso, ratos Wistar foram divididos em 3 grupos: Jovem (3 meses); Meia Idade (13 meses); Idoso (23 meses). Esses animais foram submetidos a perfusão transcardíaca de paraformaldeído (4%) para fixar seus tecidos. Posteriormente seu encéfalo foi removido e submetido à microtomia (30 μm) onde as secções foram coletadas em intervalos de 6. Essas secções foram processadas por coloração de Nissl e imunoistoquímicas para GFAP, GAD, ENK, NPY e CTb a fim de verificar as características do FIG. Observamos uma perda celular em animais de meia-idade e idosos na marcação de Nissl, NPY e nas projeções de CTb. Além disso, vimos um aumento de GFAP em animais de meia-idade quando comparados a jovens e idosos. Não houve diferenças na análise dos outros marcadores. Esses achados indicam que essa estrutura perde aferências retinianas e neurônios, em especial os produtores de NPY, existindo uma provável gliogênese compensatória. Isso aponta para uma correlação entre os déficits de funcionamento do STC e deterioração anatômica de seus componentes com o envelhecimento.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 2351800 - JEFERSON DE SOUZA CAVALCANTE
Externo à Instituição - JOSE RONALDO DOS SANTOS - UFS
Externo ao Programa - 3492786 - RUTHNALDO RODRIGUES MELO DE LIMA
Notícia cadastrada em: 16/03/2015 14:23
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - (84) 3342 2210 | Copyright © 2006-2024 - UFRN - sigaa01-producao.info.ufrn.br.sigaa01-producao